sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Anvisa lá, Anvisa lá, Anvisa que eu não vou...










Danone tira produto do mercado / Coca-Cola lança erva-mate na terra de Forlán


O Pregomin e a agência que não age

A Coca-Cola pretende começar, já em 2011, a utilizar pet reciclado em suas embalagens. O objetivo é que até 2014, 25% do material utilizado venha da reciclagem. A empresa já procura um fabricante de resina reciclada para iniciar o processo. A Pepsi já utiliza a reciclagem na produção de displays que expõem seus salgadinhos, mas não nas embalagens.

Até aí tudo bem. O problema é que o projeto para reciclar embalagens precisa de aprovação da Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa). Ocorre que a agência está em recesso há mais de dez dias e só tem planos de voltar a trabalhar em janeiro. O “pessoal” precisa descansar, afinal, uma agência que não “age”, uma vigilância que não “vigia” e uma sanitária que não se preocupa com a “limpeza” de sua própria imagem, terá muito o que fazer em 2011.

Isso aqui não é um protesto atirado ao vento. O Blog do Refri vem acompanhando a inércia e o descaso da Anvisa diante do problemão de milhares de crianças que sofrem de intolerância alimentar e que estão vendo a Danone – fabricante do Pregomin – retirar das prateleiras esse produto fundamental para elas. Para que você entenda o caso: a maioria destas crianças sofre de intolerância ao leite de vaca. Agora, a Danone está mudando a composição do Pregomin: está retirando o leite de soja da fórmula e adicionando “adivinha o que”? “LEITE DE VACA” !!!

Os pais destas crianças e a Danone estão travando uma verdadeira batalha na mídia... E a Anvisa continua de férias...Um desserviço desse precisa acabar. Alô, Dilma!


Argentina e Uruguai: Coca-Cola investe em erva

Pela segunda vez neste milênio, a Coca-Cola tenta marcar presença no mercado de erva-mate da Argentina. A nova investida aconteceu esta semana com o lançamento da La Vuelta (A Volta) uma infusão para o chimarrão – consumido em 90% dos lares argentinos, hábito cultivado ali há quatro séculos. Naquele país vizinho, o segmento é disputado por cerca de 60 marcas.

A primeira tentativa, em 2002, foi um desastre. A Coca-Cola lançou o “Nativa”, um chimarrão adocicado, gelado e gaseificado. Os argentinos disseram NÃO à tentativa da empresa americana de criar uma bebida "nacional" na Argentina, a exemplo do que acontece aqui com nosso delicioso guaraná. Os executivos da Coca-Cola tinham a certeza de que o poder de seu aparato comercial, de logística – além do próprio prestígio da empresa – conseguiria emplacar sem dificuldade o novo refrigerante. Resultado: quebraram a cara.

Segundo matéria da Agência Estado, o consumo de erva-mate cresceu mais ainda com a crise econômica de 2001-2002, uma vez que é muito mais barata do que o café ou o chá. Cada argentino consome anualmente sete quilos de erva-mate, enquanto compra somente um quilo de café por ano. A Argentina produz 60% do total da erva-mate do mundo.

No vizinho Uruguai, o consumo é mais elevado, pois chega a 26,4 quilos per capita, volume que coloca os uruguaios no topo do ranking mundial de bebedores de chimarrão. O mate está presente em 98% dos lares uruguaios. O desembarque da Coca-Cola no mercado da erva-mate na terra da folclórica milonga, do cantor Jorge Drexler e do craque Diego Forlán desatou uma corrida publicitária entre as marcas existentes. Segundo a consultoria Mindshare, desde o lançamento de La Vuelta no Uruguai, as empresas investiram 60% a mais em publicidade. Em um ano, La Vuelta conquistou 2% do mercado. O plano é chegar a 5% no início de 2012.

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

As negociações no Rock in Rio e o mate de Gisele











Bastidores da contratação dos artistas


O site do Rock in Rio acaba de publicar uma matéria interessante – o que não é muito usual por ali – sobre a contratação dos artistas que vão participar do grande evento que tem, entre seus patrocinadores, a Coca-Cola. Nomes como Coldplay, Metallica e Red Hot Chili Peppers e Motörhead foram divulgados entre novembro e dezembro, dez meses antes do evento.

Segundo o diretor geral de contratação artística do Rock in Rio, Paulo Fellin, o trabalho de negociação é complexo: “É um quebra-cabeça vivo. Uma pesquisa de mercado aponta os artistas mais pedidos pelo público”, revela. Depois, é feito o levantamento de agenda para verificar a disponibilidade de cada artista. As negociações envolvem ainda segurança, hospedagens, número de quartos e suítes, transporte e esquisitices de cada um dos artistas.

Esse trabalho de aproximação com os agentes dos artistas e grupos começou logo depois das edições de 2010 em Lisboa e Madri. Para o line-up (a configuração) de artistas para cada uma das seis noites previstas do Rock in Rio, somente dois headliners (principais atrações) já foram escolhidos: Metallica e Red Hot Chilli Peppers. Faltam quatro. Quer saber o cachê de cada headliner? Isso o Fellin não revela nem sob ameaça de um beijo de Dona Dilma. Apesar disso, o Blog do Refri descobriu hoje - graças ao tablóide sensacionalista britânico The Sun - que o cachê por show do Coldplay é de R$ 1,6 milhão.

No momento, a organização do festival negocia com mais de 60 artistas. Entre os nomes não confirmados mas sempre especulados está o de Lady Gaga. O line-up completo será divulgado até o início das vendas dos ingressos, em julho de 2011.


Sul lança refrigerante de erva-mate

Tão popular no sul do país quanto Gisele Bündchen, a erva-mate virou refrigerante levemente gaseificado. A empresa Mate Laranjeiras – produtora de erva-mate do Paraná – resolveu investir no mercado de refrigerantes e lançou Xima – no mesmo segmento de H20H, Guará e Aquarius.

Por enquanto a produção e a venda estão restritas ao estado de origem e ao Mato Grosso do Sul mas a ideia é buscar parcerias e distribuir o produto em todo o país. O comercial você assiste agora:

video

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Competição: Rally e concurso de arte...


Rally Tango Dakar 2011: aventura é isso!

O primeiro dia de 2011 marcará a largada do Rally Tango Dakar 2011. A prova – que tem o patrocínio de Red Bull - começará ao meio-dia numa região desértica da Argentina - nas coordenadas 38° 24' 57.95"S, 63° 37' 0.02"W - distante 40 quilômetros de um lugarejo chamado Jacinto Arauz, mas pode chamar de “fim de mundo” ou “inferno na terra” que ela atende. As provas da famosa corrida acontecem nesta região desde 2009. Mas o percurso nunca se repete.

183 motociclistas, 33 quadriciclistas, 145 automobilistas e 68 caminhoneiros vão atravessar a região desértica da Argentina e do Chile. Treze mulheres participam da prova que terminará 9.500 quilômetros depois, às 23:59 horas do dia 16 de janeiro. Entre um trecho e outro, uma região inóspita com muita areia, altitudes de até 4.800 metros, buracos, pirambeiras, poeira e tudo mais que um deserto pode oferecer. Os pilotos vão passar por Victoria, Córdoba, San Salvador de Jujuy, entram no Chile por Calama, seguem até Iquique e chegam a Arica, em pleno deserto do Atacama quando descem a Antofagasta, depois Copiapó, reingressam na Argentina, vão até Buenos Aires e terminam a prova em Córdoba. Ufa! Cansou? “Hay que tener mucho de la voluntad”.


Latas de Sprite vão colorir o verão 2011


Já são conhecidos os ganhadores do concurso Crie sua Arte no qual designers, grafiteiros e artistas competiram para produzir as quatro latas de Sprite que estarão nas prateleiras e geladeiras durante o Verão 2011. Veruske Magalhães, de Caucaia (CE), Nicolas Felipe Navarros, de Pinhais (PR), Rodrigo Santana Gonçalves, de Mirassol (SP) e Wilton Moura Santos, de Belo Campo (BA) foram os escolhidos.

As 30 mais votadas ganharam um Xbox 360 customizado. Os quatro trabalhos escolhidos você encontra clicando em: http://refresque.sprite.com.br/criesuaarte/novaslatas.html . A campanha é da W/McCann que criou filmes da campanha para TV e cinema. Fernando Andrade da Spray Filmes dirigiu o comercial.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010










Pepsi: a história e os ídolos da marca


Quando o farmacêutico Caleb Davis Bradham lançou um xarope para combater a dispepsia em 1893, não sabia que estava criando um dos maiores sucessos do mercado de refrigerantes em todo o mundo. Inicialmente batizada de “Brad’s Drink”, a bebida à base de noz de cola caiu no gosto dos consumidores e, cinco anos depois, passou a se chamar Pepsi-Cola, marca que foi registrada em 1903. Em 1923, Bradham quebrou e vendeu a marca por US$ 30 mil. No ano seguinte, a Pepsi foi adquirida por Roy Megargel que reorganizou a empresa mas não evitou nova falência em 1931. Adquirida pela Loft Candy Company, a Pepsi finalmente decolou com a reformulação do produto e o lançamento de uma garrafa de vidro de 355 ml – até então, a garrafinha de 177 ml era o padrão.

A bebida foi lançada no Brasil em 1953. Até a década de 70, o Rio Grande do Sul seria o único lugar do mundo onde a Pepsi ganhava a “Guerra das Colas”. Há rumores – não confirmados - de que uma estratégica quebra das garrafas da concorrente teria ajudado a consolidar a liderança.

Há muito a Pepsi tenta aderir sua imagem à das celebridades de diferentes segmentos, como cinema, esporte, música e moda. Madonna, Michael Jackson, Britney Spears e Beyoncé são bons exemplos. Mas Akon, Black Eyed Peas, Bob Dylan, Cindy Crawford, Claudia Schiffer, Cristina Aguilera, David Beckham, David Bowie, Enrique Iglesias, Gloria Stefan, Gustavo Kuerten, Jennifer Lopez, Justin Timberlake, Kaká, Kiss, Lionel Messi, Lionel Ritchie, Mariah Carey, Michael J. Fox, Pelé, Ray Charles, Rick Martin, Rihanna, Shakira, Roberto Carlos (do futebol), Rod Stewart, Ronaldinho Gaúcho, Spice Girls, Thierry Henry e Tina Turner participaram de comerciais ou de ações de marketing da companhia. No Brasil, Daniela Cicarelli, Evandro Mesquita, Regina Cazé e a cantora Rosana (como uma deusa...) emprestaram seu talento à marca mundial.


“Caiu na Rede” informa nome do ganhador

Laerte Santos Lima de Seabra ganhou a casa e o carro – um Logan - da promoção “Caiu na Rede” da Schincariol. Os 20 amigos do Laerte ganharam, cada um, uma TV de 42 polegadas. Já os amigos dos amigos ganharam 300 vale-compras no valor de R$ 400 cada. E os amigos dos amigos dos amigos – mais de sete mil – ganharam assinaturas de revistas. As informações estão disponíveis agora em http://www.schincaiunarede.com.br/#/home .

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Passado o Natal...

Natal, a ressaquinha de sempre...

E aí? Natalzão bacana? Comeu e bebeu mais do que devia, né? Acredite, todo mundo fez o mesmo. Pois aqui vão algumas dicas para tirar essa culpa dos ombros e os excessos do estômago.

O médico Luís Fernando Corrêa, foi ao RJTV e deu dicas para acabar com a ressaca e a indigestão típicos das festas de fim de ano. Para os que comeram demais, o especialista sugere água mineral com gás e frutas – mamão e abacaxi, de preferência, pois têm enzimas que ajudam a “quebrar” os alimentos.

Já os isotônicos e a água de coco são aconselhados para quem encheu o pote de vinho, cerveja ou mesmo refrigerante.

Cadê o ganhador da promoção da Schincariol?

Publicitário e marqueteiro é tudo igual. Só muda o endereço da agência. Quando lançou em 15 de agosto a nova campanha “Caiu na Rede”, a Schinacriol alardeou que o objetivo era aumentar as vendas em 25% no período. Só esqueceram de combinar com a concorrência. Ainda assim, os resultados – depois de três meses de campanha – devem mesmo ser comemorados: a Schin conseguiu um aumento de vendas de mais de 13 milhões de litros de refrigerantes – o que equivale a um crescimento de 9,4%. Nada mal.

A ação previa o sorteio de uma casa, carro, TVs e outros sete mil brindes. O lastro financeiro para as premiações ficava por conta de uma empresa chamada Aplub. Vários endereços eletrônicos falam da promoção mas nenhum deles informa o nome do ganhador da casa ou do carro. Vamos divulgar ou é segredo ???

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Feliz Natal !

A 68 quilômetros do Rio de Janeiro, Petrópolis é a cidade imperial, bucólica e que luta pela preservação do meio ambiente. Esta árvore de Natal de garrafas pet numa de suas praças demonstra a preocupação em manter o espírito natalino e a força da natureza. Feliz Natal!

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

O M3RC4DO D3 REFR1G3R4NT3 3M NÚM3RO8

O setor de bebidas não-alcoólicas em números


18 por cento deve ser o crescimento do mercado brasileiro de bebidas isotônicas em 2010.

34 diferentes produtos à base de frutos brasileiros é o mix da Vitton 44 – fabricante do Guaraviton, Guaravita e Guaragay.

1886 foi o ano em que o farmacêutico norte americano John Stith Pemberton criou a fórmula da Coca-Cola.

1905 foi o ano em que o médico Luiz Pereira Barreto conseguiu extrair um xarope do fruto guaraná. O estudo serviu de ponto de partida para o surgimento do Guaraná Antarctica, em 1921.

14.339.322.000.000 de litros foi o consumo de refrigerantes no Brasil em 2009. A previsão de crescimento para 2010 gira em torno de 2%.

1.500.000 de dólares serão doados à Universidade da Flórida pela Coca-Cola em pesquisas que levem ao para o combate à praga conhecida como “greening” que destrói a citricultura.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Olha aí a camisa do festival...quem vai querer...qualquer criança brinca...moça bonita não paga mas também não leva...

Uma fábrica de dinheiro chamada Rock in Rio


Faltando 274 dias para o início do Rock in Rio, parece que os Medina - organizadores do evento - resolveram atacar em todas as frentes para faturar bufunfas e merrecas em cima da expectativa dos fãs do rock and roll. Para piorar, eles ainda contam com os blogs de uns malucos - como este aqui - que acabam fazendo publicidade de graça de seu passo a passo. Vai entender...Tem louco pra tudo nesse mundo...

Além de licenciamento da marca para diversos produtos, patrocínios (falta o mega patrocinador - ainda não vendido), apoios, direitos de televisão, lojas na cidade do rock e venda de ingressos.

Mas o fato é que você já pode ter uma camisinha, ou melhor, uma camiseta do festival que tem a Coca-Cola entre seus patrocinadores. São doze modelos, seis masculinos e seis femininos que já estão à venda no site oficial - isso enquanto os camelôs não piratearem cada uma delas e oferecerem "genéricos" de baixa qualidade. Afinal, estamos no Brasil. Em malha de algodão e inspiradas no tema, as T-shirts são oferecidas a preços que variam de R$ 29,90 a R$ 34,90, e os tamanhos disponíveis são: P, M, G e GG. E uma boa notícia: quem já tem o Rock in Rio Card terá 10% de desconto na compra da camisinha, ou melhor, da camiseta.

Irmãos lusófonos que nos leem todos os dias: "camisinha" no Brasil é o que vocês chamam de "durex".


Mais uma fórmula secreta para desvendar


Em cima do mistério que envolve as fórmulas de algumas marcas de refrigerantes, o Guaraná Antarctica resolveu "tirar" com essa polêmica e afirma que sua fórmula de sucesso há 89 anos também é secreta e guardada a sete chaves por guardiões.


Confira o vídeo.
video

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Brasileiro fala que idioma? Português ou brasileiro?

Pagação de mico para montar guitarras do Rock in Rio

Três enormes guitarras foram instaladas na madrugada de domingo nos bairros da Barra da Tijuca (zona oeste da cidade), Copacabana e Gávea (na zona sul) com sete metros de altura, para enfeitar a cidade com motivos que lembram o Rock in Rio.

As esculturas que enfeitaram Lisboa na versão anterior do festival – já vieram de Portugal pintadas com as cores do Brasil. No manual de instruções para a montagem, os portugueses recomendaram o uso de acetona para garantir o acabamento das guitarras gigantes. Os brasileiros passaram alguns dias buscando fornecedores de acetona para comprar a quantidade suficiente para as enormes guitarras até descobrirem que a tal acetona era, na verdade, solvente para tinta. Mico total. Só faltou alguém pedir um manual em "brasileiro"...

Faltam 275 dias para o início do evento que tem a Coca-Cola entre seus patrocinadores.


As marcas que os cariocas mais gostam

Pesquisa do grupo Troiano de Branding - encomendada pelo jornal O Globo - apontou as marcas preferidas dos cariocas em 29 diferentes categorias. Ao todo, foram ouvidas 4.407 pessoas. As marcas apontadas como a Cara do Rio foram Kibon, Havaianas, Coca-Cola, Porcão, Matte Leão, Biscoito Globo, Skol, Antarctica, Osklen e Brahma. Entre as marcas que são a Cara do Fim de Semana ficaram, pela ordem de preferência: Kibon, Coca-Cola, Sadia, Havaianas, Cinemark, Perdigão, McDonald’s, Antarctica, Skol e Brahma. Curioso é que a Kibon deixou o Rio de Janeiro há vários anos mas ficou em primeiro lugar nestas duas importantes categorias – o que sinaliza sua identificação pelos habitantes da cidade como uma marca genuinamente carioca. A marca Sony ficou na frente nos itens Tecnologia e Eletroeletrônicos enquanto a Nike ficou na pole position em Moda e Artigos Esportivos.

Já o produto em primeiro lugar no quesito a Cara da Praia foi Havaianas. A fábrica de sandálias ficou no “top four” em três categorias. Entre as Bebidas não Alcoólicas, a classificação foi: Coca-Cola, Ades, Del Valle, Guaraná Antarctica e Matte Leão. Entre as Cervejas: Skol, Antarctica, Bohemia, Brahma e Itaipava. Entre as redes de Fastfood e Lanchonetes, a classificação ficou assim: McDonald’s, Parmê, Bob’s, Rei do Mate e Habib’s. O estudo não contemplou as marcas relacionadas com os times de futebol da cidade. Os resultados foram publicados no encarte especial “Marcas dos Cariocas”.

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

IBGE constata que brasileiro come mal

Prato de arroz e feijão cada vez mais raro

Beber refrigerante é um prazer que - assim como as bebidas alcoólicas e os charutos - se recomenda a moderação. Nada substitui um bom copo d'água, uma água de coco, um belo copo de suco de fruta natural. Mas, convenhamos, um refrigerante geladinho também tem o seu lugar. Tudo consumido com exagero faz mal: até comida e remédio. E por falar em comida, um levantamento da Avaliação Nutricional da Disponibilidade Domiciliar de Alimentos no Brasil, feito por pesquisadores do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revelou que o brasileiro está comendo muito mal.

Para se ter uma ideia, a compra de itens básicos, como arroz e feijão, caiu drasticamente. No período 2008-2009 em comparação com 2002-2003, a aquisição do feijão para consumo em casa caiu de 14,7 quilos anuais para 7,4 quilos (uma redução de 49%). Quando se fala do arroz, a situação é mais drástica: De 1975 a 2009, o produto teve redução de 60% na quantidade anual per capita adquirida - de 31,6 quilos para 12,6 quilos.

Já as frutas e verduras, que deveriam corresponder entre 9% e 12% das calorias diárias ingeridas, representam apenas 2,8%. O refrigerante de guaraná subiu de 1,3 quilos anuais para 6 quilos. Também aumentou a compra de refrigerante à base de cola (39,3%), água mineral (27,5%) e cerveja (23,2%). A pesquisa revela ainda que a região Sul tem a despensa mais farta. A compra anual per capita de carnes (35,7 quilos), laticínios (67,4 quilos), bebidas e infusões (64,1 quilos), hortaliças (38,6 quilos), frutas (36,5 quilos) e alimentos preparados e misturas industriais (4,8 quilos) está acima das médias nacionais e de outras regiões.


A capital nordestina do refrigerante


Uma pequena cidade no interior da Bahia, a 170 quilômetros de Salvador, está sendo considerada a capital do refrigerante no Nordeste. Com 158 mil habitantes, Alagoinhas transformou-se num novo polo industrial, com investimentos que somam cerca de R$ 642 milhões. Matéria sobre o assunto foi publicada no último dia 17 - também conhecido como "sexta passada" pela jornalista Lílian Cunha, do Valor.

Tudo começou em 97, quando a Schincariol instalou ali uma fábrica de cervejas e refrigerantes. Com a isenção de alguns impostos, a cidade está atraindo outras indústrias: além da recente ampliação da planta da Schincariol, a peruana San Miguel - conhecida por produzir bebidas para consumidores de baixa renda - e, ainda, a terceira unidade da fábrica de latas de alumínio Latapack-Ball também correram para lá.

Além dos incentivos fiscais, a cidade tem fontes de água mineral de ótima qualidade. Tomara que o olho das autoridades locais seja do tamanho certo para permitir o desenvolvimento e o enriquecimento da cidade, sem comprometer o meio ambiente e a qualidade de vida da população alagoinhense.

sábado, 18 de dezembro de 2010

Filmete sobre a fórmula secreta da Coca-Cola

Coca-Cola enfim revelará sua fórmula!!! Será???

Existe um grande folclore em torno dos ingredientes que fazem da Coca-Cola este sucesso mundial de vendas. Dizem que, logo que o produto foi lançado, em 1886, era um composto de coca – aquela folhinha que os andinos mastigam o dia todo (e que muita gente prefere consumir de outro jeito) – e a cola, a noz de uma árvore de mesmo nome. Em seguida, o farmacêutico John Stith Pemberton – que criou o produto – teria trocado alguns ingredientes. Mas o mistério sempre foi mantido.

O sigilo sobre a fórmula que persiste até hoje acaba tornando o produto ainda mais atraente. No vídeo abaixo, a Coca-Cola insinua que pode contar alguns segredinhos. Então tá...

video

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Uma banda enxertada e um jornal sobre rodas











Stone Sour é mais uma banda no Rock in Rio

Com a confirmação da banda norte-americana, está fechado o line-up – a configuração – do palco Mundo no dia 24 de setembro. Além do Stone Sour, as bandas definidas para o Dia do Rock são NX Zero, Capital Inicial, Snow Patrol e Red Hot Chili Peppers.

Uma curiosidade do Stone Sour é que a banda traz em sua formação Corey Taylor (vocal) e James “Jim” Root (guitarra), respectivamente, e simultaneamente, vocalista e guitarrista da banda de heavy metal Slipknot, que também irá se apresentar no evento, mas no dia seguinte. Quer dizer, os caras não gostam descanso.

Os críticos de música – que adoram um “rótulo” – classificam o Stone Sour como uma mistura entre o Metallica e o Alice in Chains. Melhor se dissessem que é uma mistura do próprio Stone Sour e o Slipknot, pois estariam absolutamente certos. A banda já recebeu três indicações para o Grammy. A Coca-Cola é um dos patrocinadores do Rock in Rio.

Maior jornal do Rio tem redação móvel

O jornal Extra – o maior em tiragem do Rio de Janeiro – lança uma unidade móvel com redação itinerante que acompanhará a notícia mais importante do dia no lugar exato onde ocorrer e em tempo real.

O Extra UM é patrocinado pela bebida energética Guaraviton e contará com recursos de transmissão de informações e imagens e edição remota nas diversas plataformas da publicação. Na estreia da unidade sobre rodas, no Complexo do Alemão, na zona Norte da cidade, o cantor Dudu Nobre distribuiu cestas básicas, bolos e garrafas do Guaraviton para a criançada.

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Arnaldo Antunes e Papai Noel juntos e ao vivo
















Arnaldo Antunes no Rock in Rio

O ex-Titã Arnaldo Antunes vai se apresentar no Palco Sunset do Rock in Rio. O espaço – para um público de 25 mil pessoas – é reservado para as programações mais inovadoras e alternativas. O palco prevê o número de quatro shows por noite e o encontro inédito de artistas. Resumindo: é o palco da miscelânea, da mistureba.

Parte do show de Arnaldo Antunes vai ser com o velho roqueiro Erasmo Carlos. Outros brasileiros também estão confirmados no Sunset: Marcelo Camelo, Céu, Cidadão Instigado, Tulipa Ruiz, Tiê, Letieres Leite & Orkestra Rumpillez, o uruguaio Jorge Drexler, além de Sepultura e Angra- os dois últimos já confirmados no Dia Metal.


Quem é o pai de Papai Noel?

Entre as muitas bobagens que a internet divulga – além de textos horrorosos atribuídos a Veríssimo, Jabor e Chaplin só pra citar alguns – está aquela que aponta a Coca-Cola como a criadora da imagem e das roupas vermelhas de Papai Noel (Pai Natal nos demais países lusófonos) para associar a figura do velhinho à marca do refrigerante. Fontes nossas ligadas ao polo Norte (!) revelam, no entanto, que foi o cartunista alemão Thomas Nast quem desenhou a figura em vermelho na revista americana Harper’s Weeklys, em 1886. Nast era um caricaturista de muito sucesso e usava enormes bigodes e cavanhaque.

Em 1931, a fábrica de refrigerantes de Atlanta promoveu grande campanha explorando as cores branca e vermelha. A imagem do personagem barbudo, que não era conhecida em todos os países, ganhou o mundo. Assim, se conclui que a empresa ajudou a difundir mas não criou a marca do bom velhinho. O personagem Papai Noel, segundo a versão mais aceita, teria nascido em 1822, pela criatividade do norte-americano Clement Clark Moore. O professor de literatura escreveu para os seis filhos um poema contando a história de um velhinho que viajava de trenó puxado por renas e que entrava pelas chaminés para dar presentes às crianças. Estudiosos defendem que, na época, havia o costume de limpar as chaminés para o ano novo acreditando que a sorte entraria por ela ao longo do ano.

O personagem acabou associado à imagem de São Nicolau – cujo dia é 6 de dezembro – ou ainda a São Basílio – lembrado na Grécia com uma troca de presentes em primeiro de dezembro. Para alguns, Papai Noel vive no polo Norte e, para outros, na Lapônia, no Norte da Finlândia.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Em que empresa deve trabalhar um executivo que se chama "Máximo do Amor"?

Red Bull te dá artes...


Até o dia 17 de dezembro, artistas brasileiros participam em São Paulo do Red Bull House of Art – que reúne nomes das artes plásticas no ambiente urbano. No décimo andar do edifício Sampaio Moreira, no Vale do Anhangabaú, no centro da cidade, artistas Clara Ianni, Felipe Salem, Guilherme Peters, Jaime Lauriano, Marcos Brias e Sofia Borges exibem suas obras.

No local, foi instalada também uma Galeria Transitória, onde artistas poderão testar novas ideias. A Red Bull já realizou uma outra edição do House of Art em novembro do ano passado.


Água de coco é o “máximo do amor”


Uma das categorias do mercado de bebidas que mais cresce nos Estados Unidos é a de água de coco. De olho neste grande potencial, a PepsiCo adquiriu participação majoritária na companhia americana de bebidas funcionais naturais One Natural Experience (ONE) do brasileiro Rodrigo Veloso.

O valor da transação é uma coisa que o presidente da PepsiCo Beverages Americas não revela nem sob tortura. Uma curiosidade: o nome dele é Massimo D’Amore. Com esse nome não deveria ser um CEO da Pepsi – mas de uma fábrica de Viagra ou mesmo de camisinhas...

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Rock in Rio 2011 será o menor de todos

Rock in Rio Card esgotado


Em 24 dias, a pré-venda de ingressos para o Rock in Rio 2011 esgotou os 100 mil cartões disponibilizados na internet. A 282 dias do início, o desempenho mostra a expectativa do público. Os ingressos serão postos à venda a partir de 1º de julho de 2011. Em relação às edições anteriores no país, esta será a menor. Terá cinco dias de shows, contra 10 em 1985, 9 em 1991, e sete em 2001.

Entre as bandas que já confirmaram presença no evento que tem patrocínio da Coca-Cola estão: Metallica, Sepultura, Angra, Red Hot Chili Peppers, Snow Patrol, Capital Inicial, Motörhead, Coheed & Cambria, Coldplay, Skank, NX Zero, Slipknot entre outros.


Fábrica de refrigerante lança vestuário fashion

Patrocinadora da Copa do Mundo de 2014, a Coca-Cola traçou uma arrojada estratégia para lançar uma nova linha de produtos associados à moda. Chama-se Coca-Cola Clothing a rede de 150 franquias que oferecerá produtos do mundo fashion como vestidos, calças, bolsas, moda praia e jaquetas.

Abusando da tecnologia, todos os produtos recebem uma etiqueta eletrônica que – no interior do provador aciona um sistema de rádio tocando uma trilha sonora que remete o consumidor ao ambiente que tem a ver com a peça: uma praia quando o produto for um biquíni ou uma sunga, por exemplo. Segundo estudo encomendado pela empresa, esse recurso aumenta as vendas em 18%.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Rock and Roll: pedra fundamental

Começa o "rock and roll" no Rock in Rio

No lugar onde daqui a 284 dias explodirão guitarras, baixos, baterias, canhões de luz e o grito da galera, hoje o barulho fica por conta de tratores, ferramentas pesadas, britadeiras e o grito da peãozada. Começaram as obras para a construção da Cidade do Rock - não ficará pedra sobre pedra. Literalmente, um "rock and roll". No dia 9 de dezembro, também conhecido como "quinta passada", foi lançada a Pedra Fundamental do evento. Nos próximos dias, as pedras vão rolar - mas não no sentido figurado. Vai ser obra em todo o canteiro.

A vice-presidente da festa Roberta Medina segue a linha de pensamento do pai - o empresário Roberto Medina - e dispara: "É uma festa sim, mas também é economia, turismo e promoção internacional. 60% do total de Rock in Rio Cards foram vendidos para outros estados, o que vai gerar um impacto direto na hotelaria e no turismo da cidade", diz a moça contabilizando a potencial bufunfa da coisa. Muito bem, Robertinha, aprendeu direitinho as lições do papai...

Como em todo lançamento importante não faltaram os discursos chatíssimos e redundantes de gente redundante e chatíssima como o prefeito Eduardo Paes e o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman que, pra piorar, ainda tem a língua "prresa".

O evento tem a Coca-Cola como um de seus patrocinadores. A prefeitura vai investir R$ 37 milhões nas obras, que devem ser finalizadas em nove meses, sendo os últimos três dedicados a preparar a área para receber o festival. Tomara que não surjam escândalos na Cidade do Rock como os da "Cidade da Música" - do roqueiro careca César Maia - que Deus o tenha. Em breve. Aliás, arrisco dizer que "Cesinha" só não toca guitarra porque rói as unhas até o sabugo.


Light e Zero na Índia vão usar adoçante Stevia


A agência de saúde da Índia não deixa a coisa correr solta como a Anvisa faz por aqui. A Food Safety and Standards Authority of India determinou aos fabricantes o uso do adoçante Stevia em seus produtos Light ou Zero comercializados naquele país. Enquanto isso, por aqui, a gente vai consumindo mesmo os produtos adoçados com fenilalanina (não recomendado para gestantes) e o ciclamato de sódio - este último, disfarçado pela sigla E 952 - que é cancerígeno mesmo.

Já a stevia é um adoçante natural derivado da planta de mesmo nome, largamente usado nos refrigerantes da Europa e dos Estados Unidos. Como a stevia é um adoçante mais caro, corre um lobby forte para que a novidade não chegue tão cedo ao Brasil. Traduzindo em bom português: ninguém está disposto a mexer no bolso por causa da saúde do consumidor daqui, do lado de baixo do equador.

sábado, 11 de dezembro de 2010

Os piores comerciais do mundo

Filmes de "humor" para vender refrigerantes

Chama-se "Férias na Praia" o filme criado pela agência japonesa Hakihodo para o cliente Fanta. Sente só a criatividade do roteiro da campanha "Fun Time": o casalzinho passeia pela praia e o "manezão" resolve dar um banho de Fanta na "mocoronga". A "gata" - em um lindíssimo biquini amarelo - faz um "sensualíssimo" jogo de "corpicho" e escapa do atentado. "Trash" total. Veja o que acontece:

video

Mas não para por aí. Tem mais. O cara toma um gole de Brisk - um chá verde com maçã. A campanha sugere que o sabor é tão espetacular que o consumidor anula os outros sentidos - no caso do filme, o rapaz perde o tato (e a noção)!

video
Mais um filme rodado no Japão mas criado por uma agência brasileira para a Pepsi. O ator é o talentoso e belo Roberto Carlos - não o cantor - mas aquele jogador que ajeitou o meião na hora exata do gol da França que desclassificou o Brasil em 2006. Roberto Carlos usa da malandragem brasileira para fazer um golaço nos japoneses. Como diria Marcelo Tas..."Olha isso":

video

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Blog do Refri apoia o WIKILEAKS


Refrigerante e energético estão entre as super marcas brasileiras

Na próxima quinta-feira, o SuperBrands Brasil divulga as 500 marcas mais fortes de 2010 e que foram capazes de conquistar a confiança e o respeito dos consumidores em diferentes segmentos. A lista das dez mais não traz muitas surpresas. Todas são muito conhecidas: Nestlé (85,5 pontos), McDonald´s (84,7), Rede Globo (81,3), Coca-Cola (80,8), Nike (79,8), Bradesco (79,0), Fiat (78,9), Mercedes Benz (78,8), Banco do Brasil (77,1) e Itaú (76,9). A premiação é feita anualmente em 50 diferentes países.

Entre as marcas que mais cresceram positivamente na avaliação do consumidor estão: Apple, Bosch, Bradesco, Fiat, Odebrecht, Oi, Petrobras, Philips, Red Bull, Wall Mart, Vale e Vivo. O estudo mostra também as marcas – que por variados motivos caíram na avaliação do consumidor. São elas: Brastemp, Carrefour, Daslu, Dell, HP, IBM, Kimberly Clark, Submarino e Sony, Telefônica, Toyota, Unibanco e Visa.

Será que estes últimos vão lá buscar o troféu?

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Duas perguntas: Qual a nova atração do Rock in Rio? E quem bebe mais refrigerante no mundo?

Slipknot na noite Heavy Metal do Rock in Rio

A noite do metal do Rock in Rio – em 25 de setembro - está quase completa com a confirmação do grupo americano Slipknot que já fez uma apresentação no país em 2005. Os oito integrantes – que costumam se apresentar mascarados - vão tocar no palco Mundo no mesmo dia das apresentações de Motörhead, Coheed and Cambria e Metallica. O Rock in Rio tem a Coca-Cola como um de seus patrocinadores.

O Slipknot promete um show “caótico” – seja lá o que isso signifique para um grupo de heavy metal. Em maio deste ano, uma tragédia marcou a banda: o baixista Paul Gray foi encontrado morto em um quarto de hotel por overdose de morfina.

Pesquisa de opinião feita pelo Ibope - aquele instituto que deu a vitória de dona Dilma no primeiro turno – revela que o Metallica era a banda que o público brasileiro mais desejava ver no festival. De vez em quando o Montenegro acerta...

Quem bebe mais refrigerante neste mundo?

Estudo da consultoria Euromonitor International revela que a Ásia é o continente que mais consome bebidas não-alcoólicas em todo o mundo. Também pudera, somente a China, a Índia e o Paquistão têm juntos quase a metade da população mundial.

Mas a grande novidade vem agora: até 2014, a América Latina deverá ultrapassar a América do Norte e ficar no segundo lugar do ranking dos mercados consumidores de refrigerantes. Um dos motivos é que países como Brasil e Peru vêm apresentando sucessivas altas nas vendas.

A pesquisa aponta que o mercado brasileiro de bebidas gaseificadas – refrigerantes e água com gás – apresenta desempenho econômico consistente: de cada R$ 3 gastos em bebidas não alcoólicas, R$ 2 vão para os refrigerantes. Em 2009, foram vendidos cerca de três bilhões de litros de bebidas carbonatadas na América Latina. A Euromonitor informa ainda que as maiores empresas da América Latina são, pela ordem: Coca-Cola, PepsiCo e Ajegroup – peruana que fabrica a Kola Real e a Big Cola.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Gente do bem e gente do mal














Momento “cuti cuti”...

Com o objetivo de dialogar com o consumidor sobre seus compromissos em relação ao crescimento sustentável e à responsabilidade social, a PepsiCo lança um novo site e também novos perfis nas redes sociais. Os principais temas serão a transformação do portfólio, vida saudável, a redução do impacto ambiental entre outros. As redes sociais, que também foram reformuladas, são o Twitter, o Orkut e o Facebook.

No site da Pepsi também é possível saber que é um grande sucesso a parceria entre esta empresa e a organização Operação Sorriso. Em menos de um mês, cerca de 450 crianças já foram ou serão beneficiadas com cirurgias gratuitas para a correção de lábio leporino e fenda palatar. Algumas operações podem durar somente 40 minutos.

No endereço eletrônico da Pepsi - aqui – as fotografias de crianças-símbolo da entidade aparecem em preto e branco, divididas em vários quadradinhos. Cada vez que uma pessoa envia ou retransmite uma mensagem de apoio pelo Twitter para a hashtag #os_pepsi, um dos quadradinhos fica colorido. Quando a imagem é totalmente preenchida de cor, a Pepsi patrocina a cirurgia daquela criança. Uma vez completado o colorido, outra imagem em preto e branco, de outra criança, surge no site e a história de solidariedade recomeça - sem pieguices ou oportunismo. Muito legal a iniciativa.

Momento “mão na cabeça”...

Você pensa que o Blog do Refri só fala de assuntos doces e cheios de gás carbônico? Engano seu. Temos também nossa coluna policial. Bobeou, vai pro xilindró. Deu mole, dançou. A polícia da cidade de Mairinque, no interior de São Paulo, apreendeu 200 mil latas de um energético com prazo de validade vencido e cujas datas eram alteradas para voltar ao mercado.

O lote, importado dos Estados Unidos, foi localizado em uma distribuidora de bebidas e está avaliado em R$ 3 milhões. A data de validade, vencida em outubro, estava sendo modificada de maneira artesanal. Cerca de 40 funcionários faziam o serviço. Em revezamento, eles apagavam os dados no fundo da lata com uma esponja de aço – o famoso Bombril e suas mil e uma utilidades. Depois, outra data era reimpressa com validade até agosto de 2011.

Para piorar as coisas, a sede da distribuidora fica em um barracão onde funcionava um supermercado que não tem alvará da prefeitura e foi interditado pela Vigilância Sanitária mairinquense (!). A polícia não informou o número de prisões.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

NX Zero no Rock in Rio e Exército no Alemão

Faltam 289 dias para o Rock in Rio

O grupo paulistano NX Zero está confirmado no Palco Mundo no Dia Rock, que já conta com a presença das bandas Capital Inicial, Snow Patrol e Red Hot Chili Peppers. Os músicos Di Ferrero (vocal), Gee Rocha (guitarra), Caco Grandino (baixo), Fi Ricardo (guitarra) e Dani Weksler (bateria) tocam juntos há onze anos.

Em 2009, eles faturaram o Grammy latino na categoria Melhor Álbum de Rock com o CD "Agora". Com o CD que leva o nome do grupo ganhou um disco de platina com mais de 300 mil cópias vendidas. O Rock in Rio tem a Coca-Cola entre seus patrocinadores.

Foto meramente ilustrativa: qualquer semelhança com caminhões de nosso Exército terá sido uma coincidência danada!

Exército brasileiro no Alemão...

Os soldados do Exército continuam atuando no Complexo do Alemão. Aí você pergunta: mas o que isso tem a ver com refrigerante? Tudo. É que eles montaram uma base improvisada no terreno da antiga fábrica da Coca-Cola. A descoberta foi da coleguinha Flávia Jannuzzi, da TV Globo.

A unidade – como tantas outras fábricas de tecidos, sorvetes, plásticos, peças metálicas, chapéus etc – foi fechada pelo mesmo motivo: a total insegurança no entorno. O acampamento abriga boa parte da tropa que atuou no Haiti. Os soldados ficarão ali até o ano que vem.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Rússia, Chile, Wimbledon e os 33 mineiros de San Jose: o mundo é puro suco!

Pepsi faz negócio da China na Rússia

A PepsiCo concluiu a aquisição de 66% da companhia russa OAO Wimm-Bill-Dann, de lácteos e sucos, por US$ 5,8 bilhões – o equivalente a R$ 9,93 no câmbio de sexta-feira. O nome da empresa revela a paixão de seus proprietários pelo torneio de tênis de Wimbledon.

Nota publicada pela Pepsi revela que a transação vai torná-la a maior empresa de alimentos e bebidas daquele país “construindo presença em mercados importantes na Ásia Central e Europa do Leste".

A aquisição vai ajudar a companhia a ampliar sua receita global anual com alimentos funcionais de cerca de US$ 10 bilhões hoje para quase US$ 13 bilhões.

Sucos de uva e laranja podem faltar em dezembro

Não é para ninguém sair correndo para o supermercado e se agarrar com meia dúzia de garrafas ou fazer estoques inúteis na despensa de casa. Mas o fato é que o aumento no consumo de sucos prontos, aliado à quebra de safra por causa do clima, pode limitar a oferta destes dois sabores.

De janeiro a outubro, segundo dados da Nielsen, o volume de vendas cresceu 19,3% enquanto que o faturamento subiu cerca de 22% em relação a igual período no ano passado. Os produtores de laranja estimavam – de forma pessimista - uma produção de 300 milhões de caixas. Mas a safra 2009/10 não passou de 292,7 milhões de caixas. Com a uva, a quebra de safra chegou a 30% em São Paulo.

Também o pêssego teve menor produção. O produto vem do Chile que – você se lembra – foi surpreendido por um terremoto no início do ano, fato que abalou a produção. Ainda bem que os 33 mineiros de San José – soterrados e depois resgatados em episódio que mobilizou o mundo inteiro – não plantam nada.

sábado, 4 de dezembro de 2010

Por US$ 1,5 milhão atriz Julia Roberts entra muda e sai calada de comercial

Café é notícia pela primeira vez neste Blog

O mundo inteiro sabe que a atriz Julia Roberts é linda, talentosa e muito simpática. Internautas de mais de 40 países deste redondo planeta - entre eles todos os de língua portuguesa - também sabem que o Blog do Refri é dedicado somente às bebidas frias e não-alcoólicas como refrigerantes, água, chá, mate, isotônicos, energéticos e sucos. Nunca escrevemos uma linha sobre café. Mas é por uma boa causa. Julia Roberts nos obriga a abrir uma exceção, afinal, ela merece aparecer no nosso filme de fim de semana. Ela faturou o equivalente a R$ 2,57 milhões - ao câmbio de ontem - de cachê para gravar esse comercial da máquina de café Amodo Mio, da Lavazza. Ele não diz uma palavra durante os maravilhosos 45 segundos de comercial. Mas nem precisava. Ela faz cara de tédio, sorri, faz charminho e ainda dá uma piscadela no final!
video

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Restart promove refrigerante nas redes sociais

Grupo é marcado por frase antológica de adolescente

Fruto da era digital, o grupo Restart começa a faturar alto graças a redes sociais como Twitter, My Space, Youtube “and so on”. Além do contrato com uma marca de tênis para tuitar com os seguidores, os meninos fecharam outro contrato – esse com a Schicariol - para divulgar a bebida mista Skinka. Até o dia 16 de dezembro, os músicos Pe Lanza, Pedro Lucas, Koba e Thomas vão participar do Desafio Restart – premiando seus fãs com kits personalizados e ingressos para shows.

Eles gravaram um vídeo pedindo para que os fãs respondam, em apenas 140 caracteres (pelo Twitter), o que diriam ao segurança do show do grupo paulista para entrar sem pagar ingresso. A marca da banda já está em chicletes, cadernos, squeezes, álbum de figurinhas e revistas personalizadas. Em 2011, serão lançadas camisetas, mochilas, tênis, lancheiras, estojos, relógios digitais e analógicos.

Fenômeno das mídias digitais, os moleques do Restart – certa vez – cancelaram uma tarde de autógrafos na Fnac da Avenida Paulista, programada para atender 250 pessoas, quando souberam que esperava por eles uma multidão de mais de 3 mil jovens. Houve tumulto, desmaios, deu polícia, muitas lágrimas e uma fã – aos prantos – disse que aquilo tinha sido “uma puta falta de sacanagem”. No que, aliás, tinha toda razão. Tarde de autógrafos de adolescentes na Avenida Paulista, não rola. Se quisesse sacanagem ela deveria ter ido ao Café Photo. A gente perde o amigo mas não perde a piada... Mas como a menina tem todo o direito de protestar, o Blog do Refri abre espaço para suas queixas e lágrimas. Confira:

video

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Estudantes criam produto viável comercialmente











Brasileiros lançam refrigerante de caldo de cana

Se existe um mercado cheio de novidades, este é o de refrigerantes. Você já leu aqui sobre refrigerante de pepino, de feijão, de ervilha, de raízes como a sarsaparrilla – a maioria deles produzida na Ásia. Mas os brasileiros não ficam atrás. Cinco estudantes do Centro Universitário Fundação Santo André participaram da XI Semana de Administração lançando um projeto de pesquisa sobre a aceitação no mercado de um refrigerante feito de caldo de cana. O trabalho envolveu ampla pesquisa de mercado, criação do nome, da marca, envasamento, até a execução do produto final. Quer dizer, eles foram até as últimas consequências.

E assim nasceu o Garapah - com “H” no final para dar um charme – gaseificado, em garrafa pet, com logomarca. O produto passou pelos mesmos processos de fabricação de um refrigerante convencional. O maior problema foi a conservação da cana, que oxida facilmente. Após o desenvolvimento da parte teórica, os estudantes Cezar Abraão, Rafael da Mata, Vanessa Pinheiro, Renato Rodrigues e Leandro Osti (na foto) – orientados por Carlos Alberto Pellegrini - perceberam a viabilidade do projeto e que o retorno sobre o capital investido estaria dentro dos padrões.

Durante o evento na Universidade, na cidade de Santo André, no ABC paulista, foram oferecidas cerca de 2.000 amostras de Garapah aos visitantes do estande do grupo de alunos. “Pessoas que não tem o hábito de consumir, ou que não gostam de caldo de cana, experimentaram e acharam o sabor diferente e muito gostoso. O “boca a boca” foi fundamental para a divulgação do produto. Muitos nos visitaram motivados e influenciados por outras pessoas que divulgaram espontaneamente nosso produto. Foi um instrumento de marketing sensacional!”, afirma Leandro Osti – um dos criadores do Garapah. O grupo de alunos estuda as propostas de comercialização que recebeu para o produto. Os grandes fabricantes se habilitam?

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

EXTRA! EXTRA! EXTRA! Coldplay anuncia no Twitter que virá ao Rock in Rio

Coldplay na Apoteose: foto de Luiza Machado

Coldplay "fura" Rock in Rio: Skank também participa da festa!


Antes mesmo do anúncio oficial da organização do Rock in Rio, os britânicos do Coldplay revelaram nesta terça feira (30 de novembro) que estão confirmados para o show do dia primeiro de outubro. A mensagem no Twitter para seus três milhões de seguidores diz: "Coldplay vai se apresentar nos festivais Werchter, Pinkpop e Rock in Rio".

A banda, formada por Chris Martin, Jon Buckland, Guy Berryman e Will Champion se apresentou no dia 28 de fevereiro na Apoteose, no centro do Rio, na turné "Viva la Vida". Chovia muito mas ninguém arredou pé. A banda costuma terminar seus shows tocando "covers' de bandas famosas como "Lips like sugar", do Echo and the Bunnymen.

O site oficial do Rock in Rio ainda não publicou uma linha sobre a vinda do Coldplay. O Skank - de Samuel Rosa - também participa do festival.

Se a vida começasse agora...

Usada desde sempre - quer dizer, desde a primeira edição em 85 - a música-tema do Rock in Rio de autoria de Eduardo Souto Neto tem uma letra meio assim-assim. Mas a galera nem liga. O que importa é "ô-ô-ô-ô"... Com suas presenças confirmadas, Roberto Frejat, Toni Garrido, Ivo Meirelles, Sandra de Sá, Rogério Flausino, Ivete Sangalo, Pitty (Priscilla Novaes Leone), Ed Motta, Zé Ricardo, Marcelo D2, Dinho Ouro Preto, Evandro Mesquita, Tico Santa Cruz, Tié (a nova amiga do vovô Caetano) e George Israel se reuniram em estúdio para gravar a versão 2011 do clipe oficial do evento - que tem a Coca-Cola entre seus patrocinadores. Faltam 295 dias para o início do festival. Veja e ouça o clipe clicando aí embaixo: Pode se soltar que ninguém tá vendo. Mas não exagera...

video