segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

O futebol é mesmo uma caixinha de surpresas...


Conheça o vice-campeão da Taça Guanabara

Nossos leitores da Tasmânia, da Índia ou da Ilha da Madeira podem não saber ainda que o campeão da Taça Guanabara de 2011 foi mesmo o Flamengo com um gol de falta - bem cobrada por Ronaldinho Gaúcho. Mas a grande surpresa do campeonato foi mesmo - e está sendo - a equipe vice-campeã deste primeiro turno que desbancou, na semifinal, o atual campeão brasileiro, o Fluminense. O Boavista Sport Club - o "verdão de Saquarema" - é fruto de um empreendimento empresarial competente, tocado por três jovens executivos: os irmãos Zé Luca e João Paulo Magalhães Lins e o empresário Jonathas Abrahão - este último dono da agência de viagens Stella Barros.

Com a folha de pagamento em dia e equipamentos que nenhum dos grandes clubes possui, o Boavista tem - possivelmente - a camisa mais patrocinada do futebol brasileiro. Lá estão a ALE, o Banco BMG, a própria Stella Barros, os refrigerantes Tobi, os supermercados Unidos - cuja marca ficava exposta no fiofó do goleiro do time - e a Wilson, de materiais esportivos. Nada mal para um clube que tem somente sete anos de existência.

Diante da insistência da TV Globo em exibir uma "novelinha" muito chata - antes, durante e depois dos jogos desse primeiro turno - o jeito foi assistir à Band e descobrir um excelente comentarista: o ex-jogador Edmundo. Acredite: o "Animal" manda bem nos comentários. É sóbrio, tranquilo, fala muito bem e comenta com propriedade. O futebol é uma caixinha de surpresas - como dizia Neném Prancha. Tomara que Edmundo não siga a trilha de outro ex-jogador - o Neto.



O refrigerante russo que criança não bebe

Segundo a agência BBC Brasil, o parlamento russo aprovou, em primeira instância, um projeto de lei que reconhece, pela primeira vez, a cerveja como bebida alcoólica. Aí você pergunta: mas porque este assunto de cerveja aqui no Blog do Refri? E aí eu respondo: É porque até a semana passada, a cerveja era considerada na Rússia como uma espécie de refrigerante ou até mesmo um produto alimentício.

Bebida alcoólica pra eles só a vodka e outros destilados da pesada - como o álcool puro, por exemplo. Ocorre que o alcoolismo naquele gelado país está se tornando um grave problema de saúde pública - uma catástrofe nacional, nas palavras do presidente Dimitri Medveded. Sendo assim, a cerveja terá sua produção controlada, as latas não poderão ter mais de 330 ml e o consumo do "refrigerante que criança não bebe" será restrito. A decisão depende ainda da sanção presidencial para se tornar lei. O consumo de cerveja na Rússia triplicou nos últimos quinze anos por causa dos baixos preços e da disponibilidade da bebida. Estudo da ONU revela que os russos bebem, em média, 18 litros de álcool puro por ano. HIC!


Nova campanha do McDonald's nas TVs da América Latina

Com assinatura da Taterka, o McDonald's lança nesse fim de semana sua nova campanha institucional, que será exibida em dezoito países da América Latina. Intitulada "Simplesmente", a ação é baseada na observação do comportamento dos consumidores nos pontos de venda. As cenas foram filmadas em diferentes locações na Argentina, Brasil, Uruguai e Venezuela.

Neste primeiro momento, a campanha é composta por oito filmes, em versões de 15, 30 e 45 segundos e ainda vinhetas de cinco segundos veiculadas em TV aberta e por assinatura. A direção dos filmes é de Javier Blanco para a produtora Hermanos Mundo. Esta semana ainda você assistirá a um destes filmes aqui, ok?

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Ciúmes no comercial de Pepsi e rivalidade nos filmes de Coca-Cola: Todos são excelentes. Confira!


Pessoal de criação delira!


Neste fim de semana, você vai ver os últimos comerciais da série de filmes exibidos na grande noite da publicidade americana - a que marca a final do Super Bowl, a temporada daquele futebol que eles praticam por lá. Pra começar, este engraçadíssimo comercial da Pepsi. Você já viu gente ciumenta e, certamente, sofreu com isso. Mas o amigo do filme aí embaixo está pagando pelos pecados de muita gente:



video


Este segundo filme é um desenho animado. Lindo demais. Mas imagine o que o diretor de criação deve ter consumido para pensar toda essa situação: no mínimo, um chimarrão com orégano ou um milk shake de repolho. Os mocinhos da história esperam pelo cerco inimigo. Mas eles têm uma carta na manga para enfrentar a galera que traz até um dragão! Pô, dragão não vale! Mas tudo acaba bem, com a "arma secreta" preparada por nossos amigos. Confira no link mas volte aqui para ver o terceiro que é sen-sa-cio-nal:

http://www.youtube.com/watch?v=Shvwd7VYpE0


Ainda bem que você voltou senão ia perder o melhor. A gente bem que tentou baixar o filme anterior e este que vem a seguir. Mas não teve como. Este terceiro da série teima em não se deixar formatar. O jeito foi colocar o link. Fazer o que? Os caras são guardas de fronteira, destas bem isoladas, no fim do mundo. Tão longe que não tem nenhum leitor do Blog do Refri. Pode ser ali entre a Líbia e o Egito, ou ainda entre o Irã e o Paquistão - com uma linha reta dividindo extensos territórios de areia e mais nada. Repare que os personagens não trocam uma só palavra. Uma Coca-Cola pode acabar com as tensões. Olha isso:

http://www.youtube.com/watch?v=k-STkFCCrus



sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Os altos e baixos do nobre esporte bretão...


Como fica o novo desenho do futebol brasileiro?

Há três dias o Blog do Refri vem tratando da crise no Clube dos Treze – aquela entidadezinha que pensava que mandava no futebol brasileiro. A grande imprensa demorou a entrar no caso. Vai entender... O certo é que a briga de foice no escuro ganha contornos cada vez mais dramáticos. De um lado, os clubes que pretendem negociar seus direitos de transmissão pela TV em separado – Flamengo e Corinthians. Ao lado deles, aqueles que estavam descontentes – Botafogo, Coritiba, Cruzeiro, Fluminense, Goiás, Grêmio, Palmeiras, Santos, Vasco e Vitória - com os desmandos da entidade que, apesar do nome, reunia 20 agremiações.

Do lado oposto ficaram aqueles clubes que defendem a manutenção do Clube dos Treze: Atlético Mineiro, Atlético Paranaense, Bahia, Guarani, Internacional, Portuguesa, São Paulo e Sport. Vendo o circo pegar fogo, as duas maiores interessadas: as emissoras de televisão Globo e Record. E assistindo a toda essa baderna estão patrocinadores como Coca-Cola e Guaraná Antarctica – tão envolvidos com o futebol quanto os fabricantes de cerveja, bancos etc.

O que restou do Clube dos Treze lançou nesta quinta (24) o edital para a venda dos direitos de TV aberta – no biênio 2012/14 - do Campeonato Brasileiro. Edital que vale muito pouco na medida em que o clubinho perdeu toda sua representatividade. Na hipótese de formação de duas diferentes ligas – cada uma ligada a uma emissora concorrente - abrem-se novas possibilidades:
1- A improvável realização de dois diferentes campeonatos brasileiros
2- A negociação entre os grupos distintos – de clubes e suas emissoras – para a transmissão de uma única partida de futebol.

Uma continha rápida: o Clube dos Treze queria da TV aberta um lance mínimo de R$ 500 milhões anuais para abrir o leilão. Outros R$ 800 milhões seriam arrecadados com a venda para TV paga, pay-per-view, internet, celular e placas de publicidade. Ou seja, a temporada sairia por R$ 1,3 bilhão. A inabilidade de seu presidente Fábio Koff, a versão gaúcha de Muamar Kadafi, levou essa bufunfa toda pro ralo.


Refrigerante e ketchup usam a mesma garrafa!

Tá vendo como jornalista é um bicho danado? Você lê esse título acima e acaba pensando coisas horríveis a respeito dos fabricantes. Mas à medida que você vai lendo a matéria descobre o lado bom da verdadeira notícia. A empresa Heinz – fabricante de ketchup – anunciou um acordo com a Coca-Cola que permitirá à primeira utilizar a garrafa plástica Plant Bottle, feita com compostos orgânicos e biodegradáveis, desenvolvida pela fabricante de refrigerantes. Viu só? Os títulos são escritos para chamar a atenção do leitor: nunca mentem, mas permitem diferentes interpretações. A respeito dos jornalistas, o coleguinha Rui Pizarro tem uma frase lapidar: “Ô raça!”
Amanhã tem cineminha no Blog do Refri: não perca!

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Da taça das bolinhas ao bolão de dinheiro: cartolas fazem força para aparecer mais que atletas. Tanto esforço pode acabar mal...

O presidente da CBF faz força para manter o controle do futebol: devagar, Ricardo!


Mengão e Coringão: a briga continua!

Estranhamente, a imprensa esportiva brasileira não tem dado o destaque que esse possível racha no Clube dos Treze merece. A guerra pelos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro no triênio 2012/14 envolve 20 clubes, uma taça ganha pelo Flamengo em 1987, duas emissoras de televisão e milhões – muitos milhões - de Reais. A televisão, o rádio e os jornais dão pouco espaço para a pendenga. Só os onlines estão fazendo a sua parte. Esta semana, o presidente do Corinthians, Andres Sanchez, foi à sede do “clube” pedir uma licença, mas deixou claro que a intenção é desfiliar o Timão. O Flamengo também estuda seriamente a desfiliação.

O presidente do Clube dos Treze, o gaúcho Fábio Koff disse que a instituição - que dirige com mão de ferro e punhos de aço – não aceita a ideia de licença. Para a desfiliação do Corinthians, o “clubinho de cartolas” deverá exigir que o clube paulista pague uma dívida contraída com o adiantamento dos direitos de televisão – o Coringão tem cotas adiantadas de maio de 2012. Por temporada, cada clube recebe, R$ 33 milhões da TV Globo e seus patrocinadores – entre eles a Coca-Cola.

Os dirigentes brasileiros devem acreditar que, quando o assunto envolve dinheiro, pode-se fazer qualquer coisa. Deve ser por isso que tantas coisas inusitadas aconteceram esta semana: o silêncio da imprensa que cobre futebol - longe de ser esportiva - diante de assunto tão polêmico, a rápida decisão da CBF – que tem o Guaraná Antarctica entre seus sponsors - de considerar, depois de 24 anos, o título de 87 do Flamengo, clube, aliás, que Ricardo Teixeira odeia.


Segundo o jornalista Juca Kfouri – detestado por muitos por bater forte nestes caras – revela que o Clube dos Treze decidiu por um estranho bônus de 10% à emissora carioca na negociação: “Na prática, se a Globo oferecer R$ 500 milhões e a Record, R$ 549 milhões, a primeira leva”, explica o Juca. Deixa o bispo saber disso...


Pode ser Pepsi? Pode ser!

A campanha “Pode ser?” da Pepsi vai muito bem, obrigado. Dois novos filmes com o tema já estão no ar, além daquele primeiro que você viu aqui no blog no mesmo dia em que foi exibido na TV. Os filmes trazem situações nas quais o consumidor é levado a explorar novas possibilidades, sendo premiado com grandes e ótimas surpresas. O ator Cauã Raymond – preferido por 11 entre cada dez mulheres – é o professor de surfe de duas princesas iniciantes na arte de se equilibrar numa prancha. Campanha divertida que você confere agora:


video

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Racha no futebol brasileiro é apoiado pela CBF


Flamengo e Corinthians devem sair do Clube dos Treze

Não foi à toa que a entidade que manda e desmanda no futebol brasileiro – mais desmanda do que manda - se apressou em reconhecer o hexacampeonato do Flamengo logo esta semana. O que o presidente da CBF e genro de João Havelange, Ricardo Teixeira, queria – ele que detesta o Flamengo – era provocar a ira de outro inimigo, o São Paulo. A trama maquiavélica foi o estopim para desestabilizar, definitivamente, o Clube dos Treze. Assim, os dois clubes de maior torcida do país - Flamengo e Corinthians - decidiram acabar com anos de desacertos e privilégios e resolveram, numa só tacada, deixar o grupinho dos clubes mais importantes do país e - ao mesmo tempo - apoiar a TV Globo na manutenção dos direitos de transmissão das edições 2012 a 2014 do Campeonato Brasileiro. Exatamente como queria a CBF.

É preciso deixar claro que não existe “bonzinho” nessa história. O que tem nisso tudo é muita grana envolvida. Flamengo e Corinthians tiveram a ideia de formar uma nova entidade representativa dos clubes – espera-se que, desta vez, considerando aqueles que dão maior renda e têm as maiores torcidas. Se isso for adiante será um “racha” sem precedentes no futebol brasileiro. O Clube dos 13 – comandado pelo "Kadafi" gaúcho Fábio Koff – estava acertando “os finalmentes” com a TV Record.

Nada a favor ou contra a TV Globo – que tem patrocinadores de peso para o futebol como a Coca-Cola – nem nada contra ou a favor da TV Record. Quando o Corinthians estava sozinho com a TV Globo, alguns clubes - como o Atlético Mineiro - ameaçaram de boicote o clube paulista. Agora a coisa muda de figura, até porque a representatividade dos dois clubes de maior torcida em todo o país transformaria o Clube dos 13 no “Clube do eu sozinho”. Rubro-negros e corintianos demoraram anos para descobrir o poder que têm. No último contrato, os clubes receberam R$ 1,6 bilhão pelos direitos de todas as plataformas, valor que deve aumentar em cerca de 50% este ano, com a venda separada.

O certo é que o Clube dos Treze há muito perdeu sua identidade. A começar pelo número de afiliados – são 20 – muitos deles nas segunda e terceira divisões do Campeonato Brasileiro. Além disso, seu presidente se perpetua no cargo – assim como ocorre com o ex-marido da filha de Havelange. Fundado em 11 de junho de 1987, o Clube dos Treze nasceu com a promessa de que seria “a locomotiva que levará adiante os ideais dos clubes e defenderá os interesses do futebol brasileiro”. A locomotiva descarrilou. Além disso, o clube que tem a terceira maior torcida de São Paulo terá também que devolver a Taça das Bolinhas ao Flamengo ainda nesta quarta-feira.

Tudo indica que além de Flamengo e Corinthians, os clubes Botafogo, Coritiba, Cruzeiro, Goiás, Santos, Vasco e Vitória formem a Liga dos Clubes – que concorrerá com o Clube dos Treze. Nesta configuração, cada uma das ligas teria – aproximadamente – 50% de torcedores em seus estados. Mas a representatividade nacional de Flamengo, Corinthians e Vasco fará deste novo grupo o mais forte.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

O assunto é Rock - ou a falta dele...










Vem aí uma nova 89 FM

A antiga “Rádio Rock” de São Paulo vai aderir à onda de customização de conteúdo, a exemplo do que já acontece com as emissoras Oi FM, Mitsubishi e SulAmérica Trânsito. A emissora do empresário Neneto Camargo assinou acordo com a linha Fast, da Nestlé, empresa que tem ainda águas minerais e sucos em seu mix de produtos. Os valores envolvidos não foram revelados.

A 89FM Fast entra no ar em março com nova programação e roupagem (locução, vinhetas, grade, playlist etc). O que se sabe, até mesmo pelo perfil do produto, é que a programação será jovem. O contrato vale por um ano com renovação automática, caso seja do interesse das partes.
Tem gente que não gosta, mas agregar marcas ao conteúdo de rádio é uma tendência que tem dado bons resultados e, de certa forma, evita o baixo nível na frequência modulada.

Um comentário: Não se briga contra tendências. O rádio é um veículo que precisa de mudanças para manter sua energia característica. Nada contra a customização, desde que gere empregos e proporcione um pouco de bom gosto. Rádio é negócio. A Rádio Rock permaneceu no ar com essa cara por exatos 25 anos e com o mesmo logotipo - o da esquerda - por mais de 20. É tempo demais. Tem agora a Kiss FM pra dar conta do recado da galera do rock.

Dirigi a 89 FM por três anos. Ali fiz amigos e conheci gente que fez diferença como Raul Seixas e Ian Anderson. Sem queixas...


Volks lança carro "Rock in Rio"

E por falar em Rock - ou na falta dele - a Volkswagen vai apresentar, ainda neste semestre, o carro da marca do festival de música. A informação saiu no site da Veja - até porque o site do RIR mais parece dedicado à agricultura: só tem abobrinha, pepino e abacaxi. E, pelo menos até às 22 horas de ontem não falava desta ação da Volks. Os demais patrocinadores - Claro, Coca-Cola, Heineken, Itaú e Trident - também pretendem lançar produtos com a marca "Rock in Rio". Já que o assunto é abobrinha, aqui vão nossas sugestões para a Volks:



segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Coca-Cola dá importante prêmio na área de saúde

Conhece o Pemberton? Não?

Não tem quem nunca tenha ouvido aquela perguntinha maldosa: Conhece o Mário? Diante de outra pergunta “Que Mário?” vem a velha piadinha que não vamos reproduzir aqui. Mas se você não conhece o Pemberton aqui vai uma informação: John Stith Pemberton foi o farmacêutico norte-americano que inventou a fórmula de uma bebida à base de vegetais que, anos depois, ficaria mundialmente conhecida como Coca-Cola.

Para homenagear seu criador, a Coca-Cola Brasil criou o Prêmio Pemberton – de incentivo a pesquisas científicas na área de saúde. A segunda edição do prêmio – a primeira foi em 2009 – foi lançada no 29º Congresso de Endocrinologia e Metabologia. Podem participar profissionais, instituições de pesquisa e faculdades de Medicina, Educação Física, Nutrição, Odontologia e disciplinas afins.

Serão distribuídos R$ 55 mil para os três melhores trabalhos - de pesquisas científicas com foco em alimentação equilibrada, hidratação e prática sistemática de atividade física - e seus autores ganharão ainda uma viagem à sede da empresa, em Atlanta, nos Estados Unidos. As inscrições estão abertas até dia 31 de março. Para mais informações, acesse o site do prêmio.

A iniciativa conta com o apoio da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (Abeso), Associação Brasileira de Nutrologia (Abran), da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição (Sban) e da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (Sbem).

Pakera na reciclagem de lixo

Município fluminense que disputa com Teresópolis a sede da pedra conhecida como Dedo de Deus, Magé abriga também a empresa Refrigerantes Pakera. No último dia 18 – pode chamar de sexta-feira passada – o fabricante e a empresa de energia Ampla inauguraram um posto de reciclagem para clientes empresariais dos setores indústria e comércio. O projeto da distribuidora de energia visa trocar o lixo reciclável por bônus na conta de luz. A iniciativa beneficia mais de 45 mil clientes residenciais da companhia.

As empresas do município, como a própria Pakera, produzem - cada - uma média de 30 toneladas de resíduos por mês, e poderão ter os próprios postos de recolhimento do lixo. O evento teve a apresentação do Coral Mané Garrincha, com crianças e jovens carentes do município. Para quem não sabe, o craque nasceu ali, mais precisamente no distrito que tem o peculiar nome de Pau Grande.

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Cinema é a maior diversão...E bota diversão nisso!


Mais dois filmaços do Super Bowl

Diz o ditado que “cinema é a maior diversão”. Fim de semana foi feito pra isso: esquecer os problemas e rir um pouco. Como geralmente os comerciais de refrigerante são muito engraçados, esta não é uma tarefa muito difícil. Ainda mais quando os filmes fazem parte do lote dos comerciais exibidos durante a noite do Super Bowl – a final da temporada da National Football League de futebol americano. Vamos a mais duas produções. Para cada nerd tímido que habita o planeta existe um cara metido a esperto e popular. Este filme de Pepsi Max não foge à regra. Mas fique tranquilo. Apesar de não ter calorias, o produto vai dar um "calor" no engraçadinho...

video

Esse filme do "soft drink" Brisk mostra o astro rapper Eminem em desenho animado. O produto é da Lipton, uma das marcas da Pepsico, e tem diversos sabores: amora, limão, menta, pera - todos também na versão diet. O chá usa sabores naturais e tem menos açúcar que os refrigerantes. O slogan "That's Brisk, baby" já foi dito pelos garotos-propaganda Bruce Lee, Bruce Willis, Danny De Vito e Ozzy Osbourne entre outros...

video

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Depois de Ronaldo e Ronaldinho...

















Robinho e Ratinho na linha de ataque da publicidade brasileira


Levantamento do Controle da Concorrência - órgão que monitora as inserções de comerciais de TV para o mercado publicitário - divulgou quais as personalidades preferidas das agências e anunciantes em 2010. Em primeiro lugar, com 5.674 aparições, o jogador Robinho foi a sensação da telinha no ano da Copa do Mundo.

Os apresentadores Ratinho (Carlos Massa) e Rodrigo Faro aparecem em segundo e terceiro com 4.754 e 4.072 exibições respectivamente. Faro se destacou como “revelação”. Em 2009, havia aparecido 2.340 vezes e nenhuma em 2008. Depois vem Lima Duarte (4º), Ana Maria Braga (5º), Zezé Di Camargo & Luciano (6º), Giba (7º) e Marcius Melhem (8º). O Top Ten é completado por Ivete Sangalo e Luciano Huck. Alimentos, bancos, bebidas, calçados, instituições de ensino, loterias, motocicletas, operadoras de celular e produtos de beleza estão entre os anunciantes.

Coca-Cola doa valor de multa para os ricos

A colega Cristina Moreno de Castro escreveu matéria sobre a picuinha entre a Pepsi e a Coca – sempre elas – envolvendo o produto Aquarius Fresh. Quando a Coca lançou o produto, em maio de 2007, a Pepsi entrou com uma representação contra o novo concorrente de H2OH! junto ao Procon e ao Ministério Público alegando propaganda enganosa da concorrente. O motivo era que o comercial - que tinha a música “Age of Aquarius” como trilha sonora e imagens de cachoeiras – levaria, segundo a queixosa, o consumidor ao erro, pensando tratar-se de água, e não de refrigerante.

Procon e MP abriram processos contra a Coca que se comprometeu com o segundo a alterar o comercial, as embalagens e a pagar multa de R$ 1 milhão – transformada em doação para o Instituto Ayrton Senna. Com tantas instituições - igualmente sérias e diferentemente pobres – o benefício foi, justamente, para a mais rica.

Ocorre que o processo do Procon continuou em curso. A multa, estipulada em R$ 2,1 milhões , venceu esta semana. Mas a Coca-Cola alega que não pode ser penalizada duas vezes pelo mesmo fato. Me engana que eu gosto.

É bom lembrar que a Pepsi usou do mesmo artifício quando lançou sua H2OH! e sofreu representações e punições por vender refrigerante como água mineral.

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Fórmula secreta: cada refrigerante tem a sua...

Coca-Cola nega que “fórmula secreta” tenha vazado

Talvez o melhor marketing da Coca-Cola seja esse mistério que envolve sua fórmula super secreta. Esta semana, rolou a maior badalação depois que o apresentador Ira Glass, do programa de rádio “This American Life”, revelou ter encontrado a receita do refrigerante publicada em artigo numa edição de fevereiro de 1979 do jornal Constitution, de Atlanta – onde também fica a sede da companhia.

A suposta receita seria o caderno de um amigo do farmacêutico John Pemberton, responsável pela criação da bebida há quase 125 anos. A página traz uma série de ingredientes como açúcar, suco de limão, baunilha e caramelo, além de óleos de canela, tangerina (bergamota ou mexerica – dependendo da região do Brasil), coentro, noz-moscada, limão e laranja.

Parece aquele filme “Muito barulho por nada” – título, aliás, que revela o fim da história. Alguém acredita que os órgãos de saúde dos Estados Unidos permitiriam a fabricação e venda de um produto que não tivesse sua fórmula registrada? Além do mais, bastaria um espectômetro para descobrir todos os ingredientes do produto.

Guaraná Antarctica também tem sua “fórmula secreta”

Fórmula secreta também é o mote de nova campanha publicitária do Guaraná Antarctica que reforça o segredo da fórmula, guardada a sete chaves pela companhia, desde 1921. Praticamente a mesma bobagem da Coca-Cola. Para garantir que esse segredo não seja copiado, a fórmula está a cargo de apenas duas pessoas, conhecidas na empresa como “Guardiões”.

A campanha, com comerciais de TV, tem plano de mídia que prevê anúncios de mídia impressa, ações de internet, spots de rádio e material de pontos-de-venda. Os filmes “Camaleão com defeito” – o bicho tenta se camuflar quando percebe a câmera - e “Monstro do Lago Ness” – um monstrinho exibicionista - vão revelar a frase “é mais fácil ver isso que a fórmula secreta do Guaraná Antarctica”.

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

A árvore que bebe Gatorade e os números da TV a cabo no Brasil e no mundo

A TV por assinatura em números

Ambev e Pepsico estão entre os trinta maiores anunciantes do meio TV por assinatura segundo a publicação Mídia Fatos 2010, editada pela Associação Brasileira de Televisão por Assinatura (Abta). O estudo traz números interessantes sobre o serviço no país. Em julho de 2010, o país tinha 8,6 milhões de assinantes (o que totaliza 30 milhões de brasileiros com acesso ao veículo), cerca de 200 canais com todos os gêneros de programação e R$ 9,8 bilhões de faturamento das operadoras.

Segundo levantamento da associação, o usuário de TV por assinatura dedica duas horas e quatorze minutos ao meio. 76% dos espectadores são das classes AB. São Paulo é o estado com mais assinantes – cerca de 41% - seguido do Rio de Janeiro (15%), Minas Gerais (9%), Rio Grande do Sul e Paraná (7%). 66% dos assinantes vivem na região Sudeste, 16% no Sul, 9% no Nordeste, 6% no Centro-Oeste e 3% no Norte. A tecnologia a cabo (54%) é a mais utilizada pelos usuários, seguida da transmissão por satélite (42%) e do Serviço de Distribuição Multiponto Multicanal (MMDS - a sigla em inglês) com 4%.

Em relação a outros países, segundo dados da Zenith Optimedia, o Brasil não figura nem entre os dez principais mercados de TV por assinatura. Pra variar, a China lidera o ranking, seguida dos Estados Unidos. Em terceiro vem a Índia e a Alemanha aparece em quarto. O Japão é o quinto mercado seguido da Coreia do Sul. Completam a lista dos dez: Reino Unido, Canadá, Turquia e – acredite se quiser – o Marrocos. Na América do Sul, em números absolutos, o Brasil aparece em primeiro, seguido da Argentina. Completam a lista: Colômbia, Venezuela, Peru, Equador e Uruguai. Mas em termos relativos, de penetração do serviço, a Argentina vem em primeiro, com 77% e o Brasil em último, com 12,7% - sinal de que ainda há muito mercado a ser conquistado por aqui.

Essa árvore bebe Gatorade

Rodado nas ruas do centro do Rio, está no ar “Árvore”, o novo comercial de Gatorade a ser veiculado na TV aberta e a cabo. O filme foi dirigido pelo norte-americano Bryan Buckley, da produtora Hungry Man. A campanha, com o slogan "com Gatorade você vai mais longe". O atleta vai bebendo o produto para cumprir o desafio de chegar até determinada árvore. Ocorre que ela sempre muda de lugar...Confira:

video

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Bye bye Ronaldo, o "Lock in Lio" e o preço do coco

A melancia - quer dizer - o coco é o fruto mais desejado do verão carioca


Água de coco chega à praia cinco vezes mais cara

Nas praias do Rio de Janeiro, belezas naturais, muita malhação e muito consumo também. Com o estacionamento regulamentado, R$ 2 até que não chegam a incomodar. Mas aí vem o aluguel da barraca (R$ 5), da cadeira (R$ 4), o biscoito Globo (R$ 2 ou R$ 3 – depende do dia), o picolé (R$ 3 a R$ 5), o refrigerante (R$ 3), o milho (R$ 2), queijo coalho (R$ 4), cerveja (R$ 3) e a água de coco (R$ 4). Ainda bem que o sol e o mar são de graça (Deixa o Sarney saber disso...) e a água de coco virou pauta de hoje. O preço nos quiosques e barracas é alto. Equivale dizer que a quantidade de água dentro de um coco – que nunca passa de um litro – custa o mesmo que dois litros do combustível etanol (encontrado nas bombas de R$ 1,89 a R$ 2,19).

Mas por que será que o coco chega tão caro às nossas mãos? Você sabia que o produtor - de vários estados do país - recebe de R$ 0,80 a R$ 0,90 pela unidade produzida? Nas mãos do intermediário, o preço dispara: entram o transporte e a distribuição para os pontos de venda. E o produto chega às mãos do vendedor por R$ 2,80 a unidade. Resultado: De R$ 1,90 a R$ 2 - a parte do leão - ficaram nas mãos do intermediário (aquele sujeito na Kombi que engarrafa o trânsito nas avenidas litorâneas em todo o país). Como todo mundo tem que lucrar, o vendedor soma R$ 1,20 e chega ao preço final. E o coco – que valia alguns centavos no início da cadeia – se transforma nesse produto caro, mas ainda cobiçado pelo consumidor.

Vem aí o “Lock in Lio”

É isso mesmo. O colega Lauro Jardim do Radar Online da Veja revela que o Rock in Rio pode promover uma edição do festival na China. Um dos empecilhos que pode comprometer a realização do evento – e que preocupa o governo local – é a livre manifestação de artistas nos palcos. México e Polônia são vistos pela organização como potenciais candidatos a receber o evento para os próximos anos.

Fenômeno pendura as chuteiras

Melhor jogador do mundo pela Fifa em 96, 97 e 2002, Chuteira de Ouro em 97, melhor jogador da Europa em 97 e 2002, melhor jogador dos Mundiais de 98 e 2002, Bola de Ouro em 97 e 2002, maior artilheiro da Seleção Brasileira em copas do mundo. Este é o jogador que se aposentou nesta segunda-feira para o futebol. Valeu, Ronaldo. Assista ao comercial do Guaraná Antarctica com a atuação do craque:

video

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Enquanto o Rock in Rio não vem...


A banda que nunca veio ao Rock in Rio

Nesses tempos de pré-Rock in Rio, respira-se música enchendo os pulmões de ar e prendendo a respiração – como se seguissemos as instruções de um operador de raio X. Assim foi em 85, na primeira edição do evento. Antes daquele janeiro de muita lama e loucuras, poucas bandas haviam se aventurado em terras tupiniquins: só mesmo Genesis, Rick Wakeman, Santana, Jethro Tull e um trio de meninos que despontavam - chamado The Police - enfrentaram a terrível acústica dos velhos Maracanazinho e Ibirapuera.

A pauta hoje não são as bandas que vieram ou que virão ao Brasil. Mas aquela que não veio. Da lista de suicídios, acidentes, prisões, overdoses e surtos que marcaram a maioria dos grupos de rock, é mais fácil ranquear aqueles que nada sofreram: uns dois ou três somente. Mas, convenhamos, o inglês Def Leppard abusou das tragédias – superado apenas pelos Mamonas Assassinas e pelo Lynyrd Skynyrd.

De contrato assinado para participar do primeiro Rock in Rio, a banda sofreu um revés em dezembro de 84: o baterista Rick Allen teve o braço esquerdo inteiramente amputado em um acidente de carro. Há um mês do concerto no Rio de Janeiro, o jeito foi cancelar a participação e promover uma retirada do palco por quatro anos. O Def Leppard foi substituído - no evento patrocinado pela Coca-Cola - pelo Whitesnake, de David Coverdale. Para quem não sabe, Rick Allen vai muito bem, obrigado. Ele desenvolveu uma técnica especial para tocar o instrumento que sofreu adaptações para os pés, visto que não pode tocar caixa, surdo e tontons, tudo com o braço direito sozinho. Que lindo final feliz, não é mesmo?

Que nada. O pior vem agora: o alcoolismo matou o guitarrista Steve Clark em 91. Desgraças à parte, vale ver a única banda que tem um baterista de um braço só tocando pra valer. Tá cheio de videos deles no Youtube.

Amanhã você vai saber como a água de coco fica cinco vezes mais cara desde o coqueiro até chegar às suas mãos.

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Sessão de cinema com os comerciais exibidos no Super Bowl: com exclusividade pra você...


Prepare a pipoca: o filme é com a gente...

Você já leu aqui no blog que o Super Bowl, no último domingo, foi visto por 111 milhões de norte-americanos e que este foi o recorde de audiência naquele país – quiçá de todo o mundo. Mas o que você talvez não saiba é que a final do futebol americano – aquele joguinho mais ou menos – é a janela publicitária mais importante do planeta. Não foi à toa que 31 dos maiores anunciantes do mundo exibiram seus comerciais naquela noite, durante a partida em que os Green Bay Packers derrotaram os Pittsburg Steelers por 31 a 25.

A tabela de preços da Fox cobrou US$ 3 milhões - o equivalente a R$ 5 milhões pelo câmbio de ontem - pelo espaço comercial de 30 segundos. E ninguém reclamou. Para que se tenha uma ideia, o espaço mais caro do Brasil – os trinta segundos do Jornal Nacional custam R$ 360 mil aproximados – passíveis de negociação.

Para a noite de gala da publicidade ianque – quando os consumidores de lá estão absolutamente encantados pelas imagens da TV e inclinados a comprar - foram produzidos exatos 51 filmes. Se considerarmos que cada filme tenha sido exibido durante a partida uma única vez, teremos de faturamento a bagatela de U$ 153 milhões- R$ 255,05 milhões - numa única noite. Prometemos exibir alguns filmes aqui. Promessa é dívida.

Como o grande patrocinador da noite é a Pepsico, vamos começar com dois filmes desta empresa. O primeiro, um filme de Pepsi Maxx. O casal se encontra pela primeira vez – falta conversa - e a moça começa a se perguntar quanto ele ganha, se vai ficar careca, se gosta de crianças etc. O rapaz, claro, só pensa em levar a gata pra cama. Até que desde uma latinha de Pepsi Maxx na mesa. Não se iluda: esse casal não tem futuro...

video

Você pode até reclamar que este filme não é de refrigerante, mas a empresa que faz Doritos é a Pepsico (lembra alguma coisa?). Além do mais, este filme é muito engraçado. O cara vai viajar por uns dias e deixa o amigo tomando conta de casa, da plantinha e do peixinho. Aí é que o Doritos opera verdadeiros milagres. Espia só...

video

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Coca-Cola mostra o seu balanço...

Desempenho brasileiro melhor que o mundial

A Coca-Cola obteve um crescimento em 2010 da ordem de 11% no Brasil - mais que o dobro da média mundial de 5%. Este foi o terceiro maior crescimento em todo o planeta, superado apenas pela Rússia com 31% e Índia – onde atua o brasileiro Ricardo Fort – com 12%.

A companhia anunciou esta semana que destinará R$ 2,5 bilhões em investimentos no Brasil. No último trimestre de 2010, o aumento das vendas no país chegou a 7%. Com o resultado, a companhia atingiu um faturamento de R$ 17,7 bilhões de reais, o que confirma crescimento contínuo no país durante 27 trimestres consecutivos. O crescimento na América Latina foi de 5% no ano.

Para os próximos anos, o desafio é ampliar o portfólio para atender as demandas dos atuais e futuros consumidores, garantindo a sustentabilidade. No ano passado, a companhia deu o primeiro passo ao lançar a garrafa sustentável do futuro - a PlantBottle - na América Latina. Feita com 30% de seu material à base de planta, a embalagem reduz a dependência de recursos não-renováveis, além de diminuir em até 20% as emissões de gás carbônico.

Espalhe vai cuidar de redes sociais para Antarctica

A Espalhe Marketing de Guerrilha conquistou a conta do Guaraná Antarctica. A agência vai responder pela ativação e manutenção marca nas redes sociais, criando ações que potencializem o boca a boca entre os consumidores. O refrigerante é o segundo mais vendido no Brasil.

Marketing de guerrilha é uma ação que aproveita oportunidades não convencionais, de baixo custo, para ganhar exposição na mídia. Há muitos anos, no Rio de Janeiro, foram expostos carros batidos nas principais avenidas numa campanha (de marketing de guerrilha) com o objetivo de reduzir os índices de acidentes de trânsito. Se você atravessar a principal avenida de sua cidade puxando uma vaca pelo pescoço e engarrafando o trânsito, por exemplo, estará atraindo a atenção do público e da imprensa. No dia seguinte, você e a Mimosa estarão no jornal e a ação de marketing de guerrilha terá sido bem sucedida.

Não perca neste sábado - também conhecido como "amanhã" - no Blog do Refri: a primeira sessão com a exibição dos comerciais que brilharam no Super Bowl. São super-produções criativas e engraçadas. Imperdível.

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Semana teve recorde de audiência na TV

Super Bowl é visto por 111 milhões de americanos

A final do campeonato de futebol americano bateu o recorde de audiência de TV de todos os tempos nos Estados Unidos. O número foi divulgado pela Nielsen. Responsável pela transmissão do jogo neste ano, a Fox conseguiu US$ 3 milhões por cada espaço de 30 segundos em seus intervalos comerciais. Entre os anunciantes – alguns exibindo até cinco diferentes filmes, como a Chevrolet – estavam Audi, Bets Buy, BMW, Bridgestone, Brisk, Budweiser, Bud Light, CareerBuilder.com, Carmax, Cars.com, Chrysler, Coca-Cola, Doritos, E-Trade, Chevrolet, GoDaddy.com, HomeAway, Hyundai, Kia, Mercedes Benz, Mini, Motorolla, NFL, Pepsi Max, Salesforce, Skechers, Snickers, Stella Artois, Teleflora e Volkswagen. Nada mal.

O momento nobre da publicidade norte-americana teve um menino fantasiado de Darth Vader num comercial da Volks e ainda celebridades como Justin Bieber, Eminem e Timothy Hutton. O Blog do Refri já tem todos os filmes e vai exibir – de três em três - os de refrigerantes e afins neste fim de semana e nos próximos sábados – enquanto durarem nossos estoques.

Havia o temor este ano de que o recorde de audiência não fosse alcançado pelo fato de os dois times pertencerem a mercados menores. Chicago Bears e New York Jets, de cidades economicamente mais fortes, foram eliminados pelos dois que decidiram o Super Bowl: Green Bay Packers e Pittsburg Steelers.

Até então, a maior audiência da TV daquele país era do episódio final do seriado M*A*S*H*, de 83. Proporcionalmente, no entanto, considerando a menor população na década de 80, o programa ainda segue imbatível.

Ah sim, um detalhe: a partida, no último domingo, terminou com vitória dos Packers por 31 a 25.

A polêmica “magrinha” da Pepsi

A Pepsi decidiu adotar em seus produtos a lata de 310 ml já utilizada pela concorrente no produto Coca Light Plus. A empresa alega que a “sleek can” é mais moderna, e celebra a beleza da mulher(!) e sua auto-confiança(!!!). É mesmo??? A Pepsi promete não retirar as latas tradicionais de 355 ml que continuarão no mercado. Ainda assim, vai comprar uma briga daquelas!

A Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste) não vê nada de moderno nas latinhas e entende que, desde o lançamento da Coca Light Plus, o consumidor está sendo lesado, pagando o que pagava antes por uma quantidade menor do produto. Em nota, na época, a Proteste chegou a dizer que “só não dá para caracterizar como maquiagem de produto em que se reduz a quantidade e se cobra mais, porque a fórmula do refrigerante (Light Plus) mudou”. A Pepsi vai ter que mexer em alguma coisa para não virar a bola da vez...

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Bebo porque é líquido. Se fosse sólido eu comia...

Projeto Fusion da Ambev durou dois anos

Com o lançamento do energético Fusion Energy Drink, a Ambev sabe que terá pela frente uma pesada briga com Red Bull, Flying Horse e Burn – só para citar alguns concorrentes. De acordo com matéria da Exame.com, a empresa reconhece o segmento como um dos mais vantajosos, que movimentou no ano passado US$ 1,1 bilhões – o equivalente a R$ 1,85 bi ao câmbio de ontem - somente no país. Red Bull é a marca líder, com 40% do mercado brasileiro e vendas mundiais da ordem de € 3,78 bi – R$ 8,51 bilhões.

Para arriscar num segmento que é ainda uma novidade, a empresa desenvolveu o produto em segredo por dois anos. O Fusion tem como ingrediente a guaranina, um tipo mais natural de cafeína, feito a partir do guaraná.

Quer um estágio em franqueada da Coca? Então toma!

Franqueada da Coca-Cola no Paraná e interior de São Paulo, a Spaipa Indústria Brasileira de Bebidas está selecionando vaga de estagiário para estudantes que estejam cursando Comunicação, Marketing, Publicidade ou Administração. Os interessados devem enviar currículo com o nome da vaga no assunto para: tabaggio@spaipa.com.br. O estágio é de seis horas por dia. É desejável que o candidato tenha conhecimento em Excel e PowerPoint. Boa sorte!

Sukita terá Nárnia e Besouro Verde

Quem assistiu aos filmes “As Crônicas de Nárnia” e “O Besouro Verde” verá os personagens e cenas destes filmes nas embalagens de dois litros de Sukita, nos sabores laranja e uva. Para Nárnia – criado pelo irlandês Clive Staples Lewis em 1949 – foram criados seis rótulos. Já o besouro, concebido por George Washington Trendle, originariamente para o rádio em 1936, terá cinco rótulos. Todos os itens terão tecnologia de realidade aumentada – fruto de parceria com a Sony.

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Amiga de ex-beatle revela...


Paul McCartney no Rock in Rio. Será?


O site inglês The Macca Report afirma que Paul McCartney será escalado para uma das noites do festival Rock in Rio 2011. A notícia foi divulgada em Londres pela fotógrafa Jorie Gracen. Algumas agências de notícias e sites brasileiros como Gazeta Online e Vírgula já falam na provável vinda do astro ao Rio de Janeiro.

A moça trabalhou com o cantor e guitarrista e ainda mantém grande contato com a equipe dele. O site foi criado para homenageá-lo. Em 2010, Gracen foi a primeira a divulgar que Paul faria shows no Brasil em novembro. E não deu outra. McCartney se apresentou somente em Porto Alegre e São Paulo. O Rio de Janeiro acabou de fora.

Em 2010, o ex-beatle (essa designação é inevitável) teve um desentendimento com os organizadores do Rock in Rio – Lisboa ao exigir que as logomarcas do evento e dos patrocinadores do festival – entre eles a Coca-Cola - fossem cobertas durante sua apresentação. E assim foi feito: o arco no palco foi coberto por um pano negro. Coisas de astro...


Venda de ingressos será antecipada

A venda dos ingressos para o Rock in Rio foi antecipada de julho para o dia 7 de maio. A informação está no site do evento – aquele que, certos dias, dá um sono danado. O ingresso custará R$ 190 e a meia-entrada, R$ 95. O público poderá comprar pela internet no site do evento e em shoppings – que serão divulgados em breve.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

O gelo que grita e a máquina de refrigerante que não vende refrigerante...ahn? É o que?


O gelo que é obra de arte

Imagine seu copo de refrigerante cheio de pedras de gelo com a cara do seu personagem favorito ou mesmo o escudo de seu time... Essas opções ainda não existem mas podem aparecer em breve. Isso porque acaba de ser lançado o "ICESCREAM". É uma forminha de gelo com aquela figura fantasmagórica do quadro "O Grito" do pintor expressionista norueguês Edvard Munch.

A forminha de silicone produz doze pedras de gelo - de cada vez - com aquela carinha angustiada e tão marcante. O produto que faz o gelo mais original e assustador do planeta está disponível na internet e custa US$ 8,49 - o equivalente a R$ 14,22 no câmbio de hoje.

Máquinas de refri que não vendem refri


As máquinas que vendem refrigerantes você já conhece. As vending machines estão em todo lugar - até no ambiente de trabalho de muita gente. Mas essa novidade pouca gente viu. Ela funciona de maneira inversa: o usuário deposita a embalagem e a máquina devolve em dinheiro ou vale-desconto. Esta foi a forma que algumas empresas encontraram para preservar o meio ambiente e, digamos, "educar" o consumidor. Afinal, tem muita gente que larga latinhas e pet nas praias, parques - ou mesmo nas ruas.

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Ray Charles em dois filmes da Pepsi


Super-produções para um super-astro

Um dos grandes nomes da música em todos os tempos, ele foi o maior intérprete do Rhythm and Blues – gênero que teve sua origem entre os negros norte-americanos. Ray Charles nasceu em Albany, em 1930, e já nos anos 50 era conhecido mundialmente. Ter ficado cego aos sete anos não impediu que se tornasse um pianista talentoso, um cantor cheio de suingue e um conquistador de mulheres que lhe deram doze filhos. Com uma marca inconfundível – óculos escuros no rosto sorridente e sentado ao piano – Ray Charles tinha grande identificação com o público e, por isso mesmo, anunciou alguns produtos. Foi garoto propaganda da Pepsi, nesse filmaço de um minuto para a campanha “You got the right one”, de 91. A superprodução conta com banda, orquestra, dançarinas, backing vocals e um jingle tão bom que parece assinado pelo gênio. Irresistível.
video

Nesse outro comercial – com legendas em italiano – Ray Charles fala da bebida diet sabor cola que mais gosta: Diet Pepsi. Como não enxergava, seus “amigos” trocaram a latinha pela de “outro produto”. Mas Ray Charles reconhece a troca logo no primeiro gole e pergunta: “Qual de vocês me pregou essa peça?”

video

Hit the road...

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Universidade para fazer sanduíche

Universidade McDonald’s: um negócio da China

Imagine a cena: você chega na lanchonete e pede um “trio” qualquer. O pedido demora e o refrigerante vem sem gás, a batata está fria e o sanduba se desmancha na sua mão com aquele monte de alface cheio de maionese escorrendo pelos seus dedos. Esse tipo de coisa acontece no Brasil mas não na China – onde a McDonald’s pretende abrir mais mil lojas até 2013. O país acolhe a primeira Hamburger University fora dos Estados Unidos para dar treinamento de qualidade e excelência para os felizes “universitários” que passaram por um difícil vestibular.

Para se ter uma ideia, conseguir uma vaga no centro de treinamento em Xangai – onde a relação de competição é de uma vaga para cem candidatos – é mais complicado do que entrar na universidade americana de Harvard onde a relação candidato-vaga é de 7%. Segundo a Bloomberg Business Week, a competição para aprender fórmulas mais difíceis do que “dois hambúrgueres, alface, queijo, molho especial, cebola, picles num pão com gergelim” é proporcional ao desemprego no país: 26% dos 6,3 milhões dos recém formados universitários chineses estão sem trabalho.


Coca-Cola e Red Bull bombando no Facebook

A Coca-Cola é a campeã de acessos no Facebook com 21,6 milhões de pessoas cadastradas em sua página. Isso significa a adesão de quatro pessoas por segundo. Em seguida vem Starbucks, com 19 milhões, e Oreo, com 16,2 milhões. O levantamento foi feito pela Candytech, empresa que auxilia campanhas de marketing com monitoramento do Facebook.

Segundo o estudo, a rede social de Mark Zuckerberg cresceu à razão de 7,9 pessoas por segundo entre o início de 2009 e o final de 2010, saltando de 337 milhões para 585 milhões de usuários. Entre as marcas que mais cresceram está a Red Bull, com alta de 586% e 14,7 milhões de fãs.

Estudo da TechCrunch aponta a perda de espaço do Orkut para o Facebook na Índia – país que mais cresceu no Facebook em 2010 a uma razão de 228%. Estados Unidos lideram o site de relacionamento, com 147 milhões de usuários. Depois vêm aparecem Indonésia (32,1 mihões), Reino Unido (28,4 mi), Turquia (24,1 mi), França (20,5 mi), Filipinas (19,2 mi), México (18,4 mi), Itália (17,8 mi), Índia e Canadá (17,2 mi). Com seis milhões de usuários, o Brasil não está no top ten do "face".

Não perca neste sábado: Ray Charles vendendo refrigerante. Sensacional!

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Artistas enriquecem com publicidade





Personalidades com força de venda

Eles anunciam de tudo: cerveja, refrigerante, utilidades para o lar, motocicletas, bancos, xampu, sabão em pó, calçados e empresas aéreas. São as celebridades que se transformaram em garotos-propaganda da nova classe média brasileira. Credibilidade é a palavra-chave nesse negócio que envolve milhões de reais. Segundo a consultoria Data Popular, astros como os apresentadores Luciano Huck e Angélica (na foto com os filhos) ou ainda o casal formado pelo guitarrista Tony Bellotto e a atriz Malu Mader (foto), por exemplo, atuam nos segmentos de produtos que envolvem família ou conteúdo. A atriz e apresentadora Regina Casé tem grande identificação com a classe C. Especialista em levantar poeira, a cantora Ivete Sangalo está ligada à beleza feminina e aos sonhos masculinos – que se resumem à trilogia “cerveja, futebol e mulher”.

Pois, afirma o jornal Valor, é Ivete Sangalo quem mais tem faturado com publicidade: estima-se que cerca de R$ 3 milhões ao ano – sem contabilizar shows ou CDs. Garoto propaganda de banco, universidade, motocicleta e produto de beleza, o apresentador do “Caldeirão do Huck” ganha – também por estimativa do mercado - R$ 2 milhões anuais (isso sem considerar seu salário na TV Globo e os vários negócios que mantém. Ator, mas também vendedor de motocicleta, sabão em pó e sapatos, Rodrigo Faro corre por fora e bate R$ 1 milhão por mês – mas aí incluindo o salário e as campanhas.


Ambev lança seu energético

A Ambev abre mais uma frente de mercado e lança em fevereiro o Fusion. O produto vai concorrer no mercado de energéticos - onde atuam Red Bull, Flying Horse, Burn e TNT – e já pode ser visto nos episódios do programa BBB (Burrices, Besteiras, Bial). O Fusion Energy Drink tem como diferencial a guaranina – cafeína natural do guaraná. O segmento de energéticos cresce à razão de 50% ao ano.

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Bob Esponja é água mineral oceânica

Água do mar: você ainda vai beber isso...

O canal Nickelodeon licenciou o personagem Bob Esponja para a Aquamare, empresa que produz água mineral a partir do oceano. O produto Aqua+ começa a ser vendido esta semana em grandes redes varejistas trazendo o divertido boneco no rótulo. Para produzir a Aqua+, a Aquamare desenvolveu um processo de purificação da água do mar no qual todo o sal e impurezas são retirados, permanecendo apenas os minerais e nutrientes naturais.

Aqua+ é produzida a partir de água do mar purificada por processos de nanofiltração de alta tecnologia. Ao final, resta uma água pura, leve e rica em minerais naturais essenciais para o organismo – segundo o fabricante. A Aquamarine tem ainda no seu portfólio de produtos a H2Ocean – que oferece 63 diferentes minerais enquanto as minerais comuns têm apenas doze – e a água Maryan, dedicada ao público feminino... (!!!)

Criado pelo biólogo marinho Stephen Hillenburg e produzido pela Nickelodeon Animation Studios, Bob Esponja é distribuído para mais de 170 países, em 25 idiomas diferentes. No Brasil é dublado por Wendell Bezerra (foto ao lado). E nos Estados Unidos por Tom Kenny. De acordo com a pesquisa Kiddos Latin America, 94% das crianças brasileiras conhecem o personagem e 82% afirmam que ele é um de seus favoritos. Entre os produtos que licenciam o personagem estão alimentos, roupas, brinquedos, eletrônicos, abacaxis e até um balão de ar quente. Conservadores cristãos norte-americanos tiraram o boneco do armário ressaltando o conteúdo homossexual do personagem. Hillenburg declarou que as alegações eram sem fundamento e que o único objetivo do boneco - que vive num abacaxi - era o entretenimento.

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Rock in Rio vende cota mais cara de patrocínio


Itaú será o patrocinador máster do evento

Já está fechado o acordo que define o Banco Itaú Unibanco como principal patrocinador do festival de música. O jornal Valor revela que – segundo fontes do mercado - as negociações começaram em R$ 17 milhões e foram fechadas próximo de R$ 12 milhões. Patrocinador e organizadores não se manifestaram sobre valores.

Assim, o Itaú se junta aos patrocinadores Claro, Coca-Cola, Heineken, Trident e Volkswagem. Entre as ações a que o Itaú terá direito estão uma pré-venda especial e limitada de ingressos exclusivos para seus clientes portadores de cartões de crédito Platinum, Black e Infinity. Além disso, haverá um desconto na compra de ingressos durante o período de venda oficial para os usuários de cartões Itaú, tanto de crédito como de débito – e quem utilizar a opção crédito poderá optar pelo parcelamento do valor – informa o site do Rock in Rio.


O bicho pega no Egito

Diante da crise política que atinge o Egito – após uma semana de protestos pedindo a queda do ditador Hosni Mubaraki – os cidadãos começam a estocar bebidas e alimentos temendo uma grave escassez de comida. Os produtos mais procurados são o pão e a água engarrafada. Já faltam enlatados, arroz, macarrão e congelados. Os estoques de chá - a bebida mais popular do país - não foram afetados.

A rede de TV Al-Jazeera teve seu sinal cortado e recebeu ordem para encerrar suas atividades no país. A ditadura não é mole...