sábado, 31 de julho de 2010

Coca-Cola muda de cor para entrar na festa

Festival de Parintins é o motivo da mudança
Importante evento de danças folclóricas, especialmente o Boi-Bumbá, o Festival Folclórico de Parintins acontece todos os anos – desde 1965 – no último fim de semana de junho naquela cidade do Amazonas. O festival é uma apresentação a céu aberto – com estádio específico com 35 mil lugares – o Bumbódromo - para a festa onde competem duas agremiações: o Boi Garantido e o Boi Caprichoso. Assim como nos desfiles de carnaval, uma das agremiações é declarada campeã. O Boi Garantido tem 27 títulos contra 19 do boi Caprichoso.

Esta importante festa do calendário nacional fez a Coca-Cola promover uma embalagem em edição especial – única no mundo – na cor azul. O motivo – muitos afirmam ser o verdadeiro – é que os participantes da agremiação “Caprichoso” (de cor azul) não bebiam o produto por ter na embalagem a cor (vermelha) de sua concorrente. O jeito foi criar, em 2005 – e com a devida autorização da matriz em Atlanta - latas especiais para o evento na cor azul (e outra netra) -mudando, de forma inédita, a legendária identidade visual do produto.

Energéticos para o povão
Mirando no público das classes C e D, a empresa paulista Refrigerantes Convenção lança esta semana o energético MSX que chega às gôndolas de supermercados do Rio de Janeiro e São Paulo. O produto será vendido em embalagens de 350 ml e dois litros e custará cerca de 40% menos que os concorrentes já estabelecidos no mercado. O preço sugerido para as embalagens será de R$ 5 e de R$ 12,50 respectivamente.
As marcas Red Bull e Burn – que detém 70% do mercado brasileiro – são comercializadas em embalagens de 250 ml e custam, em média, R$ 6. Segundo informações da Nielsen, o mercado de energéticos cresceu 49% somente em 2009.
Amanhã: Público gay já tem seu guaraná

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Um comercial de Coke e um download de Pepsi

Comercial de Coke Light: filmaço do acervo de Paulo Peres

Ele comenta:

“O padre e a moça”, sucesso do cinema brasileiro estrelado por Paulo José e Helena Ignez – baseado em poema de Carlos Drummond de Andrade - e dirigido por Joaquim Pedro de Andrade bem que poderia ter inspirado esse comercial de Coke Light. Peço licença a Joaquim Pedro mas é por uma boa causa.

Alerta antes da exibição: o filme foi postado também em malgusto.com. Tire você suas conclusões e, se quiser, comente.

video


Pepsi cria volume control para o seu computador

Sabe aquele controlezinho de volume sem graça que existe em todos os computadores? Pois é. Está disponível no Baixaki o Pepsi Volume Controller, uma ferramenta alternativa ao controle de volume padrão do Windows. Apesar de estar em inglês – o que pode trazer dificuldades para alguns - o programa tem poucas ferramentas e opções com funções de simples operação. A instalação é rápida e tem poucos passos. Uma vez instalado, o programa entra automaticamente em funcionamento.

O Pepsi Volume Controller traz a logo marca da fábrica de refrigerantes e um controlador de volume graduado de 0 a 100 em um fundo preto. É bem bonito e conta com opções para abrir as propriedades de áudio do Windows (“Adjust Audio Properties”) e para abrir os controladores de volume (“Open Volume Control”) e para deixar temporariamente sem som (“Mute”). Quando fechado, ele opera como um ícone na barra de trabalho do Windows, bastando apenas clicar sobre ele para reabrir. Você pode fazer o download clicando neste link seguro:

http://www.baixaki.com.br/download/pepsi-volume-controller.htm

Amanhã: Coca-Cola muda de cor. Não perca!

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Ambev de cara nova e dois golinhos de Coca



Ambev adota nova marca esta semana

Terá letras minúsculas o novo logo da Companhia de Bebidas das Américas (Ambev) - fabricante de cervejas e refrigerantes. A logomarca criada pela consultoria britânica Wolf Ollins será conhecida em anúncios de revistas e jornais - como este acima - ainda esta semana. A ação institucional em mídia impressa é assinada pela Loducca. A antiga marca tinha duas letras em caixa alta – como em AmBev. A nova marca tem o objetivo de se aproximar mais do público de um jeito simples e informal e terá como slogan a frase: “Ambev. Feita por gente e sonhos”. A campanha contará trinta diferentes histórias reais protagonizadas por pessoas que trabalham na companhia.

A Wolf Ollins assina a criação das marcas de empresas como as de telefonia Vivo e Oi e também das Olimpíadas de Atenas (em 2004) e Londres (em 2012).

Coca-Cola suspende contrato com agência
A Coca-Cola rescindiu amigavelmente o contrato com a Mean Lean Fighting Machine – agência que promoveu polêmica e desastrada campanha no Facebook para o produto Dr Pepper no Reino Unido. A gigante dos refrigerantes anunciou que a decisão foi em comum acordo. A Mean Lean elaborou uma estratégia com mensagens que convidavam jovens a assistir ao filme de conteúdo erótico "Two girls one cup" no YouTube. A ação no site resultou num grande desastre com pais enfurecidos.
Pior para a agência que há alguns dias tinha sido escolhida para trabalhar com a Coca Zero na Inglaterra. E também perdeu essa conta.

Adoção de garrafas retornáveis barateia produto

A Coca-Cola chega a vender por R$ 0,50 a versão retornável em vidro de sua garrafa de 290 ml em diversos pontos do país. A adesão à nova embalagem – direcionada para o público das classes C e D - representou um crescimento de 13% em volume no segundo trimestre do ano. Segundo a empresa, o vasilhame de vidro vai e volta cerca de 40 vezes – o que barateia o produto além de ser ecologicamente correto. A empresa começou a usar também o Ref Pet - de politereftalato de etila - que pode ser reutilizado até 25 vezes.

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Aviadores batem recorde em evento da Red Bull

Eles vão ganhar um passeio neste avião anfíbio: o Red Bull Albatross



Equipe bate recorde em evento divertido da Red Bull

Um dos eventos mais engraçados deste planeta é o Red Bull Flug Tag (“dia de voar” em alemão) – um encontro de aviadores malucos que tentam vencer distâncias com seus inventos voadores sem motor. Geralmente o resultado é um mergulho desconcertante dentro d’água. Mas tem gente que faz história.

No sábado (24 de julho), em Minesotta, uma equipe norte-americana fez o seu avião bater um recorde que permanecia por dez anos! A galera do Major Trouble And The Dirty Dixies empurrou sua engenhoca – um avião mosquito de 6 metros de comprimento - por uma rampa a exatos 9,10 m de altura que percorreu planando 63 metros – ultrapassando o recorde anterior de 62 metros - para o delírio de mais de 90 mil pessoas. Pelo feito, a equipe vai ganhar um passeio a bordo do exclusivo avião anfíbio: o Red Bull Albatross - que ilustra essa matéria. O feito vai para o Guinness Book dos recordes.

O Red Bull Flug Tag tem o objetivo de reunir equipes de 3 a 5 pessoas que devem projetar e construir suas máquinas voadoras, além de pilotá-las! A construção dos aviões caseiros pode ser feita com qualquer material, desde que esteja de acordo com as especificações do regulamento e que vise atingir a maior distância no vôo e pousar na água. Estão em jogo a criatividade, originalidade, a performance do vôo até a água e a maior distância. Em mais de 80 edições, o evento já percorreu mais de 55 cidades em todo o mundo, entre elas São Paulo e Curitiba.

Confira o recorde inusitado no vídeo abaixo:

http://www.youtube.com/watch?v=_qR0gbbGyoY

terça-feira, 27 de julho de 2010

Jimi Hendrix escolhe: Coca ou Pepsi?


Comercial "mostra" Hendrix menino


O pequeno James Marshal Hendrix anda pelas ruas de Seattle e faz suas escolhas: guitarra ou acordeon? Coca ou Pepsi? O filme - do acervo pessoal de Paulo Peres - foi exibido nos Estados Unidos durante o Super Bowl - o jogo final da liga de Futebol Americano - de 2006. Na trilha sonora a inconfundível "Purple Haze". O filme - uma reconstituição - gerou polêmica, como sempre. No dia 18 de setembro deste ano, faz 40 anos da morte do guitarrista canhoto que invertia as cordas de sua Fender para poder tocar. Confira o filme:



video

domingo, 25 de julho de 2010

Jesus ganha prêmio e Coca-Cola lucra bilhões




Visitante 2000 do blog recebe Jesus!

Alessandro Coitinho foi o visitante refrigerante de número 2000 deste blog. Ele ganhou como troféu a nova lata do Guaraná Jesus. Cheia! E por falar nisso...


Jesus ganha prêmio mundial de design Idea Awards

No dia 7 de julho nós falamos sobre essa premiação mas não demos o destaque merecido. O refrigerante cor-de-rosa faturou a medalha de ouro de melhor estratégia de marketing no Prêmio Internacional de Excelência em Design, o Idea, a maior premiação mundial de design. A campanha vencedora deu seus primeiros passos no fim de 2008 para renovar o visual da lata.

A agência Dia teve a tarefa de criar a campanha para a escolha de uma entre três opções de desenho da nova lata do produto: uma mudança desastrada faria com que o consumidor não reconhecesse mais o produto que tem xarope à base de cravo e canela. Entre as três opções de desenho de lata a escolhida foi a versão - acima no meio - que lembra outro símbolo daquele estado do Nordeste: os azulejos coloniais portugueses de São Luís. Estava estabelecida a ligação entre produto e consumidor. Foi o grande mérito da campanha. Desde então, as vendas do refrigerante cresceram 17% segundo a consultoria Nielsen.

Para quem ainda não sabe, o guaraná Jesus foi criado em 1920 em São Luís e, com pouquíssima publicidade, tornou-se um símbolo cultural e orgulho dos maranhenses. Conhecido em todo o país, o refrigerante tem consumidores fiéis que lhe dão o primeiro lugar no estado e tem, por exemplo, dezenas de comunidades com milhares de seguidores no Orkut e Facebook: é um fenômeno difícil de explicar.


Coca-Cola: sólido lucro líquido no semestre

A Coca-Cola Company anunciou esta semana que fechou o primeiro semestre do ano com um lucro de US$ 3,983 bilhões, o que representa um aumento de 18% com relação ao mesmo período do ano anterior. No trimestre de abril a junho, as vendas mundiais da empresa americana, que é o maior fabricante de refrigerantes, cresceram 22% na Índia, 13% no Brasil, 6% na China, 5% no México, 4% nos EUA. As informações são da agência espanhola de notícias EFE.

O presidente mundial e CEO da empresa, o norte-americano Muhtar Kent, avalia que a empresa alcançou "um sólido trimestre de crescimento". Não apenas sólido mas líquido também.

sábado, 24 de julho de 2010

Guaraná Antarctica patrocina reality show

Edgard Piccoli vai comandar o programa que terá 12 participantes


Busão do Brasil começa hoje mas entra no ar dia 30

O Guaraná Antarctica patrocina o Busão do Brasil, primeiro reality show transmitido pela Rede Bandeirantes de Televisão. O programa estreia na sexta-feira (30 de julho) e vai mostrar durante três meses o dia a dia da disputa entre 12 jovens que vão percorrer 16 cidades brasileiras dentro de um ônibus adaptado. O vencedor que resistir a essa maratona vai receber o prêmio de R$ 1 milhão. O apresentador do Busão do Brasil será Edgard Piccoli, amigo nosso dos tempos da 89FM – A Rádio Rock de São Paulo.

O projeto é uma iniciativa da Endemol Internacional, uma produtora holandesa especializada na criação e comercialização de Reality Shows. O programa será exibido em episódios diários de 15 minutos e nas noites de domingo a exibição terá duração de uma hora, a partir das 21h30. As inscrições para participar do Busão do Brasil começaram na primeira quinzena de maio e em menos de uma semana o site http://www.busaodobrasil.com.br/ já registrava mais de 10 mil cadastros. Até o dia 1º de julho, último dia da inscrição, o site totalizava 30 mil pessoas dispostas a viajar pelo Brasil para disputar o prêmio de R$ 1 milhão. A produção já selecionou 24 pessoas (maiores de 18 anos), que serão confinadas a partir de hoje (23 de julho). Desse total, 12 entrarão no ônibus. Detalhes dessa seleção serão mostrados no primeiro episódio.

O Busão do Brasil contará com cozinha, quarto, banheiro e espaço de convivência. O reality foi inspirado no The Bus Reality Show, já exibido na Espanha, Bélgica e Holanda. O patrocinador também prepara uma surpresa para o final do programa: Além do valor em dinheiro conquistado, o vencedor ganhará da marca uma viagem com dez amigos para Manaus. Aí o Blog do Refri pergunta: Ué ! Surpresa?


Em tempo:


É líquido e certo que cerveja não é o "prato principal" do Blog do Refri. Mas é de lamentar a retrógrada sentença do Conselho de Autorregulamentação Publicitária (Conar) que esta semana puniu a Devassa decretando a definitiva retirada do ar dos filmes estrelados por Paris Hilton. Já se viu mais sensualidade em comerciais de cervejas: basta lembrar a campanha “Bar da Boa” da Antarctica com Juliana Paes.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Coca-Cola apaga incêndio e Jesus no New York Times

Estas são as embalagens tradicionais do produto que está de "roupa nova"

Guaraná Jesus no New York Times

É isso mesmo, de São Luís do Maranhão para o mundo. O boa-praça Seth Kugel - jornalista norte-americano que vive em São Paulo - está escrevendo para o blog "The Frugal Traveller" do The New York Times. Recentemente, ele postou uma matéria contando a experiência de beber, pela primeira vez, o refrigerante maranhense Guaraná Jesus, "o sonho cor de rosa das crianças".

O correspondente, que trabalha para o Globalpost.com e colabora com diversas publicações, teve a deliciosa tarefa de experimentar o produto. Ele escreveu: "Estou no Maranhão, berço deste que se tornou o mais emblemático refrigerante regional do país: o Guaraná Jesus. Me disseram que tinha gosto de chiclete, uma coisa horrível. Na verdade, o sabor é interessante. E dou nota B+. Estou certo de que Jesus - esteja onde estiver - ficaria feliz de ouvir isso. O Jesus em questão é o inventor do produto", brinca Seth.

Leia a matéria na íntegra:
http://frugaltraveler.blogs.nytimes.com/2010/06/11/guarana-jesus-crisp-with-a-slightly-tart-aftertaste/

Coca-Cola toma providências contra agência

Uma estratégia mal sucedida com mensagens que convidavam jovens a assistir ao filme de conteúdo erótico "Two girls one cup" no YouTube levou a Coca-Cola a considerar a rescisão com a agência Lean Mean Fighting Machine - contratada no Reino Unido para a atualização de conteúdo do produto Dr. Pepper no Facebook. A ação no site de relacionamentos acabou cancelada quando pais enfurecidos se queixaram que seus filhos foram induzidos a ver o filme.

A Coca-Cola evita comentar o episódio - afinal está em jogo a reputação de um produto centenário. A agência havia conquistado a conta em abril deste ano para a prestação do serviço. Entre seus clientes estão o Herald Tribune e a Bacardi. Ah sim, nem perca seu tempo: o video foi retirado do ar e dezenas de videos oportunistas foram postados nos últimos dias com o mesmo título.

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Direto do Oriente: A tecnologia a serviço do consumo



Outdoor do Japão identifica sexo e idade do consumidor
Publicitários e técnicos japoneses desenvolveram um outdoor que reconhece o sexo e idade de quem passa. A nova tecnologia utiliza câmeras – bem ao estilo “Minority Report” - e faz a identificação graças a um software de reconhecimento facial exibindo imediatamente um anúncio de acordo com o perfil daquele consumidor.
A publicidade segmentada e seletiva está em testes no metrô de Tóquio. No mundo das bebidas não alcoólicas seria mais ou menos assim: se passar um adulto mais velho pode-se exibir um refrigerante sem açúcar. Se for alguém mais jovem, energéticos e isotônicos seriam mais adequados. Se for uma criança, que tal um suquinho? É o sonho dourado de todo publicitário.



Um negócio da China
Já existe no mercado um produto que não pode faltar em sua casa. Não só pela inutilidade mas por lançar você direto na vanguarda de tudo o que há de mais tolo e fútil. É o Magnetic Suspension Device (dispositivo de suspensão magnética). Se você não sabe para que serve o Magnetic Suspension Device, o Blog do Refri explica: o dispositivo mantém sua latinha de refrigerante suspensa no ar sem contato com qualquer superfície. Viu só que prático?
Quer saber como o Magnetic Suspension Device funciona? É fácil explicar. O difícil mesmo é entender. Trata-se de um aro de 28,3 cm de diâmetro que - ligado à tomada elétrica - se transforma num campo eletromagnético. Ao introduzir sua lata – devidamente equipada com um ímã no topo – o ímã e o aro alternam cargas positivas e negativas mantendo o equilíbrio e a flutuação. Viu como é fácil de explicar? Se você não for eletrocutado vai impressionar muito seus amigos. Se for eletrocutado também deverá impressionar bastante.
O Magnetic Suspension Device é vendido online pela loja Chinavision. O preço é US$ 55,87. Ideal para presentear a ex-sogra ou o concunhado.

Mais uma guerrinha entre Pepsi e Coca


O personagem acima não é o Mestre dos Magos. É o diretor do filme que você vai ver em instantes.



Pepsi x Coca

Esses dois não têm jeito mesmo. Pepsi e Coca são como cão e gato. A Pepsi acaba de lançar – entrou no ar ontem nos Estados Unidos – um remake de um comercial de muito sucesso por lá no ano de 95. Dois motoristas de caminhão – um de cada empresa – encontram-se numa lanchonete de beira de estrada. Um deles, vestido com o uniforme da Coca Zero está sentado quando chega o motorista da concorrente. Vestindo o uniforme da Pepsi Maxx, ele cumprimenta o rival e os dois começam a conversar sobre a música que toca na Jukebox: “Why can’t we be friends” (título muito sugestivo) do War. Tente imaginar o final...

Os dois filmes têm algumas curiosidades. A direção, tanto da versão antiga quanto da atual, é de Joe Pytka (essa figuraça aí em cima) – de 71 anos – já citado por Paulo Peres aqui no blog. Na primeira versão - que teve 1,77 milhão de exibições no Youtube - a música era o clássico “Get Together” com o grupo The Youngbloods.

Segundo a diretora de Marketing da Pepsi, Lauren Hobart, 60% dos consumidores de Pepsi Maxx são homens enquanto Diet Pepsi é mais consumido por mulheres. A criação é da TBWA/Chiat/Day. Seja agora um dos primeiros no Brasil a ver a segunda versão:

video

terça-feira, 20 de julho de 2010

Dois golinhos de Pepsi

Primeiro gole:

Como parte da campanha “Refresh Everything”, a Pepsi lançou a iniciativa “Do Good for the Gulf” que tem o objetivo de aplacar os efeitos devastadores do vazamento de óleo no Golfo do México. A empresa abriu uma espécie de concurso para receber ideias que melhorem, de alguma forma, a vida das comunidades afetadas pelo acidente reduzindo os efeitos do desastre.

Milhares de sugestões já foram enviadas para o site http://www.refresheverything.com que está aberto para votação até o dia 2 de agosto. As melhores receberão US$ 1,3 milhão para sejam postas em prática.

Outro gole:

Parece até que o blog adivinhou. Ontem falamos sobre o potencial publicitário do polvo Paul e da guerra entre a Pepsi e a Coca (Leia postagem logo abaixo) Pois é. A agência Impact/BBDO do Líbano criou um anúncio – muito oportuno – no qual um polvo segura uma lata de Pepsi com um de seus tentáculos numa clara alusão ao famosíssimo molusco que acertou todos seus palpites durante a Copa do Mundo.

O texto diz apenas “The obvious choice” (A escolha óbvia). Qualquer semelhança não é mera coincidência.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Nas "rapidinhas": polvo da Copa pode virar "garoto-propaganda"


Primeira rapidinha:
Depois de acertar 100% dos palpites durante a Copa do Mundo, o polvo Paul "valorizou seu passe" e pode render até R$ 8 milhões ao oceanário Sea Life caso seja utilizado em publicidade. Embora a instituição alemã pretenda aposentar o invertebrado, o especialista Max Clifford - ouvido pela CNN - destacou o potencial publicitário do molusco. Segundo ele, um anunciante teria o aval de um especialista para garantir a qualidade de seu produto. Se fosse apontar as marcas de sua preferência, Paul poderia criar algumas polêmicas - e acabar com outras - como o velho embate entre a Pepsi e a Coca-Cola, por exemplo.

Segunda rapidinha:

A Red Bull lança nesta segunda-feira em seu site ( aqui ) a coletânea de músicas do Projeto Red Bull Music Academy. A cada ano, a iniciativa - criada em 98 - reúne artistas de diferentes países numa grande cidade do mundo. Este ano, Londres recebeu 32 músicos e DJ's de diferentes correntes musicais. O paulistano Gabriel Nascimbeni deu um tempero de bossa nova e samba à coletânea.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Anvisa e anunciantes em pé de guerra



A insistência da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em querer legislar sobre a publicidade de alimentos e bebidas não foi bem recebida pelas associações e federações ligadas à comunicação e à indústria. A partir daí começou uma guerra entre a agência e as entidades contrárias à regra que impõe a inserção de mensagens de alerta em anúncios de bebidas não alcoólicas e alimentos e ainda estabelece o prazo de 180 dias para que anunciantes e agências se enquadrem à novidade.

A Associação Brasileira dos Anunciantes (ABA), a Associação Brasileira das Agências de Propaganda (Abap), Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), Associação Brasileira das Indústrias de Alimentação (Abia), Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes e Bebidas Não Alcoólicas (Abir), Associação Brasileira de TV por Assinatura (Abta), Associação Nacional de Editores de Revistas (Aner), Associação Nacional de Jornais (ANJ), Central de Outdoor, Federação Nacional das Empresas Exibidoras Cinematográficas (Fneec), Federação Nacional das Agências de Propaganda (Fenapro), Interactive Advertising Bureau (IAB) e o Instituto Palavra Aberta publicaram carta-manifesto deixando claro seu descontentamento. Segundo a Advocacia-Geral da União, a Anvisa não tem competência para legislar sobre propaganda comercial. As instituições consideram a medida inconstitucional.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Veja o motociclista da Red Bull batendo recorde no canal de Corinto

Red Bull e adrenalina são dois ingredientes que se combinam muito bem. O piloto australiano Robbie Maddison, de 28 anos, cumpriu o desafio “Red Bull Corinth Gap” e bateu o recorde de velocidade e altura no canal grego. Se você não viu vale dar uma olhada. E se quiser repetir, a receita é fácil: pegue uma Honda CR de 500 cilindradas e acelere numa estrada de barro passando por superfícies diferentes como cimento, mato, madeira, asfalto e carpete - até atingir a velocidade de 125 km/h. Depois disso é barbada: suba uma rampa altíssima e lance seu corpo e a moto sobre um vão de 65 metros de largura e 100 de altura percorrendo a distância exata de 95 metros em pleno ar. Viu que moleza?

Piloto profissional de FMX (MotoCross Free Style), Maddison é especialista em saltos em altura e grandes distâncias. Na noite do réveillon passado, ele pulou 106 metros saltando sobre a réplica do Arco do Triunfo em Las Vegas. Maddison também fez um “back-flip” – aquela cambalhota que o alemão Klose deu quando fez o quarto gol contra a Argentina (só que para trás) - na Tower Bridge por cima do Rio Tâmisa em Londres. Após este salto na Grécia, Maddo (para os íntimos) confessou que sentiu certo receio antes do salto. Ué? Medo de quê?

Para efeito de informação o canal de Corinto foi construído em 1893, tem 6.300 metros de comprimento e, por ser estreito – 21 metros - não atende a cargueiros mas permite que 11 mil barcos de turismo atravessem o percurso a cada ano – evitando uma volta de 400 km pelo Peloponeso. A primeira tentativa de construir o canal foi feita, em 67 (d. C.) por Nero – aquele cara gente boa que gostava de ver a coisa pegar fogo. Seis mil escravos começaram o trabalho que foi abandonado meses depois com a morte do imperador.

Veja a façanha do Maddo mas não tente repetir isso em casa:
http://www.redbull.com/cs/Satellite/en_INT/Red-Bull.com/HolyShit/011242745950125

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Chegou o refrigerante que promete acabar com a ressaca. Será?



Preocupado com a ressaca depois de uma noite de muita birita? Pois – como diz o pessoal das “Organizações Tabajara” – seus problemas se acabaram. Está chegando ao Brasil a bebida não-alcoólica Security. Feito a base de chá preto e extratos naturais, o produto - engarrafado na França - tem como principal argumento de venda a promessa de evitar aquele incômodo mal estar que sempre aparece no dia seguinte de uma “night” de muita balada. A nova bebida pode ser ingerida no final da noite, durante ou depois dos excessos de bebida ou comida.


O produto é feito de extratos e ervas com efeitos digestivos e desintoxicantes que, segundo o fabricante, proporcionam alívio e conforto, especialmente depois dos exageros etílicos e gastronômicos. Security não é vendido em lojas e pode ser adquirido no site http://www.bebasecurity.com.br/index.html . A embalagem com dez garrafinhas de 30 ml custa R$ 135. Estão disponíveis também as versões com vinte e trinta garrafas. Se você experimentar o produto escreve depois pra gente contando a experiência, ok?

domingo, 11 de julho de 2010

EXTRA: Grapette tem relançamento e reposicionamento de marca no Rio de Janeiro


Não existe quem nunca tenha ouvido a frase "Quem bebe Grapette repete". Pois é exatamente com este slogan que a empresa Refrigerantes Pakera resolveu repaginar sua principal marca. Ainda este mês, o Grapette estará em bares e supermercados com sua tradicional garrafa de cintura fina - só que agora em PET, bem mais prática e moderna. A ideia é direcionar o produto para as classes A e B. A zona sul e Barra da Tijuca serão os principais territórios desta nova investida com a garrafa de 290 ml. Além da embalagem, também o rótulo trará uma novidade: a logomarca terá o formato da foto acima.

O grupo Pakera pretende triplicar a produção e chegar a 200 mil caixas por mês. A campanha de relançamento e reposicionamento ficará por conta da agência de publicidade Via 4. E uma curiosidade para quem acha que o refrigerante é de uva: seu xarope é de framboesa. O fabricante também tem estratégias para os produtos Pakera, Pet Mil, Tobi e a água mineral Da Montanha.

sábado, 10 de julho de 2010

Ainda no clima da Copa: Zico e Maradona vendem refrigerante!


Além de grandes craques de um passado recente, Zico e Maradona foram também garotos-propaganda de uma série de produtos. Eles atuaram como protagonistas de diferentes versões de um mesmo roteiro de filmes da Coca-Cola veiculado em seus respectivos países. O filme exigia dramática interpretação. E, vamos ser sinceros: eles se superaram. Confira esse desempenho sensacional no túnel a caminho do vestiário.
Segundo Paulo Peres - que enviou as duas peças de seus arquivos - o filme de Zico tem direção de Carlos Manga - aquele mesmo das chanchadas brasileiras dos tempos da Atlântida.

Primeiro o Galinho de Quintino:

video

Agora o Peladão do Obelisco:

video

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Ações de guerra e também de paz


Guerra de refrigerantes à vista

Termina a Copa do Mundo – pelo menos para os brasileiros – mas os anunciantes continuam sempre em guarda. É a guerra dos patrocínios. Mais um round está a caminho: a Coca-Cola quer tirar o patrocínio oficial do Guaraná Antarctica à seleção brasileira para a Copa de 2014. O contrato foi assinado em 2002 entre a Ambev e a CBF – já presidida, na época, por Ricardo Teixeira.

Segundo o site Opinião e Notícia, a empresa de Atlanta estaria disposta a pagar a multa rescisória acertada em contrato. Mesmo nesta esfera acredita-se que haverá interferência da Fifa, uma vez que a Coca-Cola está presente em todas as edições da Copa do Mundo desde 1950. Sabe-se que a Copa de 2014 é uma das etapas da estratégia do dirigente brasileiro para voar mais alto e chegar à presidência da Fifa.

Mas nem só de guerra...

A Coca-Cola leva para o Rio de Janeiro o programa “Coletivo” de formação profissional – experiência que já teve bons resultados em São Paulo e Pernambuco. O objetivo é gerar emprego e renda para as classes C e D, oferecendo cursos de técnicas de varejo e empreendedorismo.

No Rio, a parceria será com as ONGs Visão Mundial e Comitê para Democratização da Informática (CDI). As primeiras comunidades atendidas serão a Cidade de Deus e Manguinhos. Após a formação e qualificação, a fabricante buscará a inserção dos novos profissionais em empresas como o Carrefour, Pão de Açúcar e Walmart. A expectativa é de que 30% da mão de obra seja absorvida.

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Tubaínas e refrigerecos – o país está cheio deles


Os consumidores das classes C, D e E consomem refrigerantes mais baratos. São os chamados “refrigerecos” ou “tubaínas” – os genéricos que doem menos no bolso. A Itubaína é um destes refrigerantes dirigido para este público-alvo. O grupo Schincariol começou a fabricação do produto, no sabor tutti-frutti, em 1954, na cidade de Itu – daí o nome Itubaína e, depois, tubaína. A garrafa de vidro, na cor âmbar, foi a primeira embalagem. Atualmente, o produto é encontrado também nas versões pet de um e dois litros e long neck – e nos sabores maçã e tutti-frutti.

Entre 20% e 30% mais baratas que os refrigerantes das grandes marcas, as “tubaínas” são muito populares no interior de São Paulo e por todo o país. Geralmente, a fabricação e distribuição se restringe a pequenas regiões. Entre as marcas mais conhecidas estão: a Arco Íris, Baré, Conquista, Cristalina, Dolly, Don, Estrela, Frutty Bom, Funada, Guarani, Itubaína, Minada, São José, Simba, Tobi e as já extintas Bremer, Elite, Rainha e Tupinambá. E aí, vai encarar?

Até o Guaraná Jesus – sucesso entre os consumidores maranhenses - tem seu concorrente genérico: é a marca Psiu. A empresa Refrinor busca associar o produto às tradições do estado – em especial à festa do Bumba meu Boi. Aproveitando que estamos falando de Jesus – o refrigerante - a campanha interativa para escolher a lata do produto rendeu à DIA Comunicação um ouro no IDEA Awards, que premia o design. A campanha, que começou em 2008, tem um filme meio “trash” – pra lá de “feito em casa”. Confira:

video

quarta-feira, 7 de julho de 2010

O preço do quilo e do litro das coisas


Você já deve ter se perguntado se os preços de determinados produtos são justos. O Blog do Refri vai ajudar você a mergulhar, de vez, numa grande confusão. Por exemplo, o que custa mais caro, um barril de petróleo, quatro latinhas de Red Bull ou um litro de adoçante de stevia?

Vamos começar pelo preço do petróleo: a região onde vivem os palestinos tem a gasolina mais cara do mundo: US$ 7,01 – custava US$ 11 há um ano. A Turquia vem em segundo (US$ 3,00). Depois, vem Noruega, Zâmbia e Holanda. Na América do Sul, o Uruguai tem o preço mais caro seguido do Brasil (R$ 2,89), superando Paraguai, Colômbia e a Argentina (R$ 1,62). Na Venezuela, do coronel Chávez e do terrível refrigerante Kolita, o litro do combustível custa menos de R$ 0,10.

Antes de tudo acabar em pizza, é adequado dizer que o orégano – vendido em embalagens de 10 ou 30 gramas – custa, na verdade, R$ 255 o quilo. O litro da simplória água de coco em nossos supermercados (entre R$ 3,99 a embalagem comum e R$ 6,29 na embalagem longa vida) e o do quase artesanal caldo de cana (entre R$ 3,50 e R$ 4,50) custam mais que o litro da gasolina. Se fossem vendidos na embalagem de litro, o energético Taff Man E custaria R$ 21,72, já o Red Bull sairia por R$ 24 e o adoçante de Stevia por R$ 132,25 - exatamente o mesmo preço que todos os 159 litros de um barril de petróleo. Dá pra perder o sono num mercado no qual nem tudo vale quanto pesa.
Leia esse texto na íntegra em http://clioassessoria.com

terça-feira, 6 de julho de 2010

Comercial de Orangina encerra festival "trash"


E mais um filme totalmente "trash" para encerrar o nossa série. Afinal, temos outros conteúdos para postar aqui além dessas bobagens em vídeo. Essa colaboração vem do Paulo Peres e, mais uma vez, o produto é Orangina. Olha o que um dentista é capaz de fazer...



video

sábado, 3 de julho de 2010

Vida que segue... mais um comercial "trash" pra melhorar o humor!


Perder a Copa do Mundo não é nada divertido. A gente pode ter deixado a bola entrar mas agora não pode deixar "a peteca cair". Então vamos lá... Dos "reality shows" direto para o comercial mais trash já exibido na TV brasileira. Também, o que esperar de Kleber Bambam e o filho da Vanuza atuando juntos?



video

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Festival de comerciais "trash" continua e ultrapassamos as 1000 visitas ao blog desde a instalação do "counter", no dia 11 de junho

Deve ser muito difícil pra você ter de aturar estes filmes horrorosos que estamos exibindo. Mas pedimos sua compreensão. É por uma boa causa: para que no futuro não façam coisas iguais! Repara nesse filme. Não deu sequer pra identificar que tipo de bebida é. Pela embalagem parece remédio. Mas como a "gatinha" - depois de beber - come uma flor e enfia um "earphone" nas narinas, deve ser, no mínimo, um alucinógeno. Veja o comercial japonês para o produto "B".


video

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Edição Extra: Notícia e piada sobre a Coca-Cola



Primeiro a notícia

A empresa acaba de renovar sua parceria com a Uefa. O novo contrato tem duração de sete anos. O valor atinge € 12,8 milhões de Euros, cerca de € 1,8 milhões por temporada. A Coca-Cola é também patrocinadora permanente da FIFA desde 1974 e assinou patrocínio oficial da Copa do Mundo a partir da edição de 1978. O contrato mais recente foi fechado em 2005 e vale até 2022. As informações são do Football Finance.

Agora a piada

Durante a partida entre Espanha e Portugal, a Coca-Cola portuguesa decidiu fazer uma promoção: Cada gol lusitano valia uma farta distribuição do refrigerante para os torcedores dos 300 camarotes "fan fest" da marca espalhados pelo país. A estratégia foi noticiada aqui no Brasil no M&M Online. Como a partida, válida pelas oitavas de final, terminou com os espanhóis vencendo por 1 a 0, ficou todo mundo na “seca”. Parece piada de português. Mas é verdade.

Festival de comerciais "trash" do Blog do Refri continua

Tem cada publicitário nesse mundo... Os caras fizeram uma campanha para o refrigerante mais popular da França. Diga-se de passagem, Orangina é delicioso. Mas imagine ter um produto identificado com o público infantil associado a uma situação estressante de um filme de terror. O resultado é o que você vai ver aí embaixo...
Se você achar este ruim, não perde por esperar o de amanhã...
video