sábado, 26 de março de 2011

Água sobra na Argentina e falta no Japão. E mais: TV Globo em silêncio. O mundo é refrigerante! O planeta é DEZ


Japão deverá importar água mineral

Os habitantes de Tóquio não têm mais garrafas de água mineral para beber depois que as autoridades desaconselharam que crianças consumissem água corrente. O temor da radiação levou as autoridades a distribuir garrafas de 550 ml para o consumo de 80 mil bebês da capital japonesa.

Apesar de os níveis de radiação terem diminuído, ninguém quer correr riscos. O desabastecimento torna-se inevitável. E isso, numa área metropolitana com cerca de 33 milhões de pessoas é preocupante. O Governo pediu às engarrafadoras que aumentem a produção e pensa na opção de importar água de países vizinhos.

Enquanto negocia TV Globo “cala” Tiago Leifert

Se não fala sobre as negociações para o triênio 2012-14 do Brasileirão em seus telejornais, a TV Globo se mexe nos bastidores para ficar com os direitos de transmissão do campeonato – que disputa palmo a palmo com a TV Record e a Rede TV! A emissora “sugeriu” ao apresentador Tiago Leifert que abandonasse o Twitter onde discutia essa questão claramente com seus seguidores. O próximo time a sentar à mesa com a emissora do Jardim Botânico será o Flamengo, da presidente Patrícia Amorim. Quem circula pelos bastidores dessas negociações, informa que o Clube dos Treze – que começou essas discussões totalmente despedaçado - começa a se fortalecer, ou ganha uma sobrevida, em função da dívida de diversos clubes com a entidade, entre eles Flamengo e Corinthians.

A emissora carioca já acertou com Corinthians, Coritiba Cruzeiro, Goiás, Grêmio, Santos, Sport, Vasco e Vitória. Já o Clube dos Treze tem ao seu lado Atlético-MG, Atlético-PR, Bahia, Guarani, Internacional, Portuguesa e São Paulo. Para seduzir o Flamengo, a TV Globo – que tem a Coca-Cola entre seus patrocinadores para o “Futebol na Globo” - pode sugerir ao Mengão o pagamento da dívida do rubro-negro com o Clube dos Treze.

Cineminha no sabadão/domingão

Lançada em 1994, a água mineral Eco de los Andes é distribuída e vendida pela cervejaria Quilmes. Mas, desde 99, é uma das 77 marcas controladas no planeta pela Nestlé Waters que cuida das operações industriais e estratégias comerciais do produto. Localizada em Tunuyán, no coração da província argentina de Mendoza, aos pés da Cordilheira dos Andes, a “Eco” passa o conceito de ser uma das mais puras águas do planeta, além de se uma marca comprometida com o meio ambiente.

A publicidade do produto, no entanto, foge do aspecto “ecochato” e mergulha no bom humor – que não é somente uma característica brasileira, mas também argentina. O repórter rouba a cena do locutor esportivo ao narrar a partida de dentro do campo, num total “non sense”. Ele acompanha todos os lances: faltas violentas onde tenta tirar para os ouvintes um grito de dor do jogador atingido, passa pelo treinador e critica a substituição que ele vai fazer e, após uma falta mal cobrada, comenta na frente do jogador que o chute foi horrível. Um tremendo cara de pau. A partida, claro, termina com pancadarias e expulsões.

O produto é mostrado ao final, com a assinatura: “El poder de la montaña”. Muy rico, muy lindo. E muito engraçado. Confira:

video

Nenhum comentário:

Postar um comentário