segunda-feira, 23 de maio de 2011

Disputas nos segmentos: mate, energéticos etc








Copiar embalagem não vale. O resto vale!

A 5ª Vara Empresarial do Rio proibiu a comercialização da marca paulista Mate Attiva enquanto a embalagem – idêntica à do Matte Leão, da Coca-Cola – não for alterada.

Briga entre energéticos vai ser dura!!!

Briga que promete será a competição entre diversas marcas pelo mercado de energéticos. O Rio de Janeiro, maior consumidor do país desta bebida, vai ser o centro da disputa. Matéria da coleguinha Fabiana Ribeiro, de O Globo, revela que além de Red Bull (a marca líder), TNT, Flash Power, Flying Horse e ainda Coca-Cola (com Burn e Gladiator) e Ambev (com Fusion) há outras marcas na briga: Pakera (com Turn On), Convenção (com MSX) e também a baiana Bivolt Energy Drink. Este último fabricante – que cresceu 480% em 2010 em relação ao ano anterior - comprou novas máquinas da China para aumentar sua capacidade de produção para 500 mil litros por mês. O objetivo é melhorar – e muito - sua posição no ranking carioca.

O segmento de não-alcoólicos é o que mais cresce no país. As estratégias para conquistar o consumidor são variadas: as embalagens vão desde o tubo de bolso de 40 ml, passando pelas latinhas de 260 ml, 355 ml, um litro e até na embalagem pet de dois litros. Somadas são mais de 130 marcas em todo o país.

O coral de galinhas do Guaraná Antarctica

É mais fácil assistir a um coral de galinhas do que descobrir a receita do Guaraná Antarctica. Esta é a proposta do novo filme da marca que entra no ar na quarta-feira, dia 25. Foram dois meses de produção e 200 profissionais envolvidos – inclusive um maestro, regendo as histéricas penosas.

3 comentários:

  1. Muita cara de pau fazer a embalagem igual!

    ResponderExcluir
  2. Minha mãe comprou errado! Muito ruim esse Attiva! ECAAA!

    ResponderExcluir