quarta-feira, 28 de maio de 2014

Copa: Acquíssima pega carona



 Produto tem novas embalagens

Para quem prefere uma opção saudável para festejar as conquistas do nosso país, a Comexim Bebidas, uma das primeiras empresas a lançar água mineral em embalagem Pet Premium no país, apresenta as novas embalagens da linha Acquíssima nas cores verde e amarela.

Com a novidade, a empresa quer estar presente nas principais datas comemorativas oferecendo um produto “Premium” para atender aos consumidores que buscam itens cada vez mais sofisticados e diferenciados.

Por terem as cores do Brasil, as novidades também podem ser utilizadas para decorar os ambientes onde os amigos ser reúnem para torcer pelo Brasil. Com novo rótulo e destaque para a frase de estímulo “Força Brasil”, o lançamento tem edição limitada e foco em eventos de grande público. As novas versões de Aquíssima são oferecidas em embalagem de 510 ml e deverão chegar ao varejo pelo preço médio de R$ 1,49 a unidade.

Ao lançar esta linha a empresa espera que essa edição contribua com acréscimo de 30 % no volume total de águas de 510 ml sem gás.

Para produzir os produtos, a Comexim Bebidas investiu na criação das embalagens que foram adaptadas da linha original pela ZM2 Comunicação.

A distribuição será nacional com foco nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Minas Gerais.

Acquíssima provém da região do Circuito das Águas, localizado no interior do Estado de São Paulo, responsável por grande parte da água mineral consumida no Brasil. A linha é envasada na unidade fabril da Comexim Bebidas que possui sete fontes próprias de água mineral, situadas em Águas de Lindóia, estância hidromineral famosa pela qualidade das suas águas.

Em relação à composição química, o pH da água precisa estar próximo a 07, ou seja, deve ser neutro, o que representa um importante indicador sobre a sua qualidade e o pH da água mineral Acquíssima é de 6,97.

SOBRE O MERCADO DE ÁGUA

Nos últimos anos, o setor mundial de água envasada vem apresentado uma forte tendência de expansão no mercado brasileiro, pontuando um crescimento da ordem de 20% ao ano, segundo estatísticas do Departamento Nacional da Produção Mineral (DNPM) e da Associação Brasileira da Indústria de Água Mineral (ABINAM). Existe uma perspectiva que o país seja reconhecido nos próximos anos como um dos maiores consumidores per capita de água envasada, ultrapassando os índices de países tradicionais da Europa Ocidental e do México, atual líder de consumo.

2 comentários:

  1. claudio carneiro um grande abraço do seu amigo e eterno protetor do seu carro william faria !!

    ResponderExcluir
  2. essa edição poderia voltar em breve

    ResponderExcluir